Capa da Publicação

Dragonball Evolution – Editor do mangá explica o motivo pelo qual o filme fracassou!

Por Raphael Martins

Existem filmes ruins, filmes muito ruins e aqueles filmes que viverão na infâmia para sempre. Dragonball Evolution, a malfadada versão em live action de um dos maiores clássicos da história dos animes, infelizmente é um deles.

Lançado em 2009, o longa tentou adaptar a história contada nos mangá de Akira Toriyama, mas o resultado foi desastroso e completamente destoante da obra original. No filme, Goku frequentava um colégio tipicamente americano, queria ser forte para impressionar Chi Chi, entre outras coisas que os fãs da série preferem esquecer.

Em uma entrevista recente ao site japonês Biglobe JPKazuhiko Torishima, editor do mangá original e que trabalhou de perto com Akira Toriyama por muitos anos, revelou o verdadeiro motivo pelo qual o filme saiu tão diferente da obra na qual se baseou.

Ele conta que não conhecia todos os meandros burocráticos que uma adaptação como essa exige, e que quando foi discutir o assunto com os advogados de Hollywood, descobriu que, para que os detentores originais dos direitos da obra pudessem opinar na produção, eles precisariam fazem um investimento de $45 milhões. 

Sendo assim, nem ele, nem Toriyama e nem ninguém na editora Shueisha poderiam opinar sobre o filme, a menos que pagassem esse preço. Os profissionais japoneses responsáveis por transformarem Dragon Ball no sucesso que era não tiveram nenhum controle sobre o que estava sendo feito pelo estúdio americano.

Ele também conta que, mesmo se soubesse disso na época, ele não teria como fazer nada devido ao preço estratosférico, mas que se pudesse, teria feito isso num piscar de olhos se isso significasse que o filme faria sucesso.

Tendo em vista o fracasso de Dragonball Evolution, parece bastante improvável que vejamos um novo filme com atores baseado no adorado mangá novamente… mas talvez seja melhor assim.

Na nossa galeria, você confere imagens de Dragon Ball Super: Broly:

Fonte: ComicBook

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael