Capa da Publicação

Cientistas dizem o que aconteceria se o “estalar de dedos” do Thanos fosse real!

Por Guilherme Souza

O estalar de dedos de Thanos veio como um desejo do Titã Louco de evitar a superpopulação e a falta de recursos, contudo, quando levamos em consideração que, atualmente, a vida humana na Terra atinge a marca de 7.6 bilhões de pessoas, matar metade dos humanos faria com que chegássemos à marca de 3.8 bilhões de pessoas, a mesma quantidade de seres humanos vivos em 1970.

Isso significa que em cerca de meio século os humanos sobreviventes conseguiriam se reproduzir novamente para retornar ao número atual, contudo, um cientista fez uma análise detalhada sobre quais seriam os impactos reais do estalar de dedos de Thanos na vida terrestre.

Justin Christensen, um pesquisador no Departamento de Física da UCLA, afirma que existem cerca de 20.000 aviões no céu ao redor do mundo constantemente. Se levarmos em conta que um quarto desses aviões perderiam ambos os pilotos no estalar de dedos – e que em média esses aviões carregam cerca de 200 pessoas – cerca de meio milhão de pessoas poderiam morrer em quedas de aviões. Uma lógica similar pode ser aplicada no tráfego terrestre e marítimo, o que implica em uma morte de cerca de 0.3% da população somente com acidentes de transporte.

Christensen também afirma que com as mortes de metade da população, os seres sobreviventes teriam de enfrentar a queda de infraestrutura e a falta de manutenção de serviços básicos, tais como saneamento básico, eletricidade e produção de alimentos.

“Sem pessoas para manter e consertar sistemas vitais, coisas como eletricidade e água limpa seriam perdidas para grande parte da população. Muitas pessoas enfrentariam escassez de comida e medicamentos. Como as pessoas reagiriam a esses desafios e quantas pessoas morreriam como resultado disso, é difícil prever, mas com certeza teríamos mais mortes.” afirma Christensen.

A análise ainda afirma que as coisas ficariam ainda piores se o estalar de dedos tivesse matado metade de todos os seres vivos do planeta, incluindo plantas, vírus e micróbios, o que poderia acarretar em uma quebra drástica do ecossistema e na extinção imediata de muitas espécies. Matar metade das plantas afetaria não só na alimentação como também na atmosfera, que se tornaria mais tóxica por não conseguir renovar o oxigênio como deveria.

Com isso, podemos afirmar que o estalar de dedos mataria bem mais do que metade da população e que seus efeitos a longo prazo poderiam ser ainda mais catastróficos.

Fique com imagens de Vingadores: Ultimato, próximo filme em que veremos Thanos:

Vingadores: Ultimato estreou nos cinemas dia 25 de abril de 2019.

Fonte: CB

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'