Capa da Publicação

Capitão América – Anthony Mackie diz qual história gostaria de ver adaptada no cinema!

Por Raphael Martins

Em Vingadores: Ultimato, Steve Rogers (Chris Evans) finalmente pôde se aposentar e viver o resto de sua vida em paz com Peggy Carter (Hayley Atwell). Mas o mundo ainda precisaria de um Capitão América, então ele escolheu Sam Wilson (Anthony Mackie) como seu sucessor.

Esta semana, Mackie esteve em um evento de cultura pop nos Estados Unidos, e embora ainda seja cedo demais para falar sobre o novo Capitão América, o ator respondeu algumas perguntas dos fãs sobre o que ele espera do futuro da Marvel nas telonas.

Durante seu painel no evento, o ator foi perguntado sobre que vilão ele gostaria que Sam Wilson enfrentasse. Mackie foi por um outro caminho, explicando que a história de Sam é mais importante que seus inimigos.

“O melhor, para mim – minha linha do tempo preferida de Sam Wilson é a dos experimentos com os aviadores de Tuskegee. Eu acho que é muito interessante pensar que eles pegaram esses soldados e tentaram o soro neles antes de injetarem no Capitão. A maneira como foi escrito é realmente bonita e meio que descreve a América de uma maneira muito específica daquele período e o descreve com muita verdade e honestidade.”

Mackie está se referindo a história Verdade: Vermelho, Branco & Negro, escrita por Robert Morales em 2003. Nela, é revelado que o governo americano usou um regimento de soldados afro-americanos para tentar recriar o soro do super-soldado. Todos eles morreram, exceto por Isaiah Bradley, cujo neto, Elijah, se tornou futuramente o Patriota, lutando junto dos Jovens Vingadores.

O ator também elogiou muito Stan Lee e a maneira como a Marvel sempre mostrou o Falcão como um personagem com uma conexão com a cultura negra:

“Eu não sei se eu gostaria de ver um vilão específico contra o qual ele luta, mas realmente gosto da ideia das linhas do tempo em que Sam Wilson vive, porque ele evoluiu grandemente de sua primeira encarnação até onde ele está agora. E uma coisa que eu dou ao Stan [Lee], que Deus o tenha, é que toda vez que a cultura negra evoluía e mudava, Sam Wilson fazia isso junto. Não era tipo ‘Não, ele era um traficante e é isso,’ porque Sam Wilson foi criado em uma época de exploração da imagem dos negros. Então Stan Lee basicamente escreveu um personagem que explorava a cultura negra, sabe? E então ele se tornou o que é hoje. Então tudo aquilo foi uma visão, uma previsão de uma pessoa linda e de mente aberta que não tinha uma única parte ruim em seu corpo. Então eu gostaria que fosse mais sobre os períodos de tempo para Sam Wilson do que sobre com quem ele luta.”

Embora não se saiba ao certo quando veremos Sam Wilson empunhar o escudo do Capitão América por aí, é garantido que o veremos em Falcão e o Soldado Invernal, a vindoura série do Disney+ que unirá os dois heróis contra um inimigo em comum.

Veja alguns cartazes de Homem-Aranha: Longe de Casa, o próximo filme da Marvel, na nossa galeria:

Fonte: ComicBook

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael