Belas Maldições – Neil Gaiman revela como conseguiu que Benedict Cumberbatch vivesse Satã na série!

Capa da Publicação

Belas Maldições – Neil Gaiman revela como conseguiu que Benedict Cumberbatch vivesse Satã na série!

Por Lucas Rafael

A próxima série original Amazon será uma adaptação do livro Belas Maldições, escrito por Neil Gaiman em conjunto com o falecido Terry Pratchett. Em uma trama envolvendo anjos e demônios, Satã será interpretado por ninguém menos que o ator Benedict Cumberbatch (Doutor Estranho, Sherlock). Agora, Gaiman, que serve como produtor da adaptação de sua própria obra, revelou ao Collider como conseguiu colocar Cumberbatch a bordo deste trem infernal.

Segundo Gaiman, ter Cumberbatch na série adveio da necessidade de um contraponto imponente à voz de Deus, que é realizada aqui pela atriz Frances McDormand.

“Ben era uma dessas coisas adoráveis que vieram da situação ‘precisamos de alguém tão bom assim para fazer essa cena funcionar. Ih, merda.’ … E era uma questão de, OK, você sabe, é uma participação pequena, mas se não funcionar, nada nessa sequência funcionará e então escrevi um e-mail para Ben dizendo, ‘Você viria até aqui fazer isso, por favor?’ E a coisa adorável, é claro, é que posso mencionar esses caras e Frances e tudo mais e ele estava lá na manhã seguinte.”

Ao se referir a “esses caras“, Gaiman implica pessoas com as quais Cumberbatch já trabalhou, como o diretor Douglas Mackinnon, de Sherlock.

A série de Belas Maldições ainda conta com Michael Sheen e David Tennant (Doctor Who) no elenco. Juntos, eles interpretarão o anjo Aziraphale e o demônio Crowley, respectivamente. A obra trará também Nick Offerman como embaixador dos EUA e Jon Hamm como o Arcanjo Gabriel.

Cumberbatch deverá aparecer no sexto episódio, dando voz para um demônio animado.

Fique com imagens de Deuses Americanos, outra adaptação de Gaiman pela Prime Video, em nossa galeria:

Belas Maldições estreia em 31 de Maio no Prime Video.

Imagem de perfil
sobre o autor Lucas Rafael

Redator. Entusiasta de coisas demais