Capa da Publicação

Vingadores: Guerra Infinita – Thanos quase foi o narrador do filme!

Por Lucas Rafael

Vingadores: Guerra Infinita possuía a difícil missão de equilibrar diversos heróis do Universo Cinematográfico Marvel contra a ameaça cósmica de Thanos. Certamente, definir a estrutura narrativa do filme foi um desafio para os diretores, os Irmãos Russo, que precisaram harmonizar a aparição destes heróis e vilões em arcos estabelecidos para culminar na batalha final em Wakanda. Em uma entrevista com o Collider, o diretor Joe Russo chegou a revelar que o filme poderia ter tomado rumos bem diferentes daquele que vimos nas telonas, já que os planos iniciais incluíam uma versão narrada por Thanos (Josh Brolin).

Segundo Joe Russo, um dos rascunhos de roteiro para Guerra Infinita seguia Thanos (Josh Brolin) em uma estrutura de história não-linear:

“Fizemos três rascunhos deste filme que eram todos radicalmente diferentes entre si. Um deles envolvia Thanos como narrador do filme. Era não-linear em sua estrutura, possuía histórias de fundo para a Ordem Negra, e todos os membros eram introduzidos em sequências bem legais. Mas acabou sendo um roteiro de 250 páginas e pensamos ‘Beleza, não dá pra encaixar toda essa narrativa.'”

Ainda assim, os diretores junto da equipe de roteiristas não descartaram o roteiro de 250 páginas após mudar a direção que Guerra Infinita tomaria:

“Muitas vezes, quando você trabalha num filme desta escala e termina com um rascunho de 250 páginas, é a bíblia do filme. Você ganha muita informação. Você escreve personagens de uma maneira que você começa a entender o que eles querem. Eu acredito que escrever a narração de Thanos nos deu discernimento sobre quem ele era como um personagem, e o que queríamos que ele fizesse no filme. Foi muito mais fácil uma vez que começamos a remover todo aquele subtexto dele como personagem, e começamos a desenvolver uma estrutura mais linear.”

Segundo eles, a solução para lidar com tantos personagens era simplificar o roteiro:

“Fizemos muito desenvolvimento nisto, mas em certo ponto pensamos, ‘É um filme de assalto, e Thanos está encenando um assalto. Tem que ter uma estrutura que reflita ser um filme de assalto.’ Então se você olha pro filme, e é na verdade meio que Contrato de Risco ou Irresistível Paixão, onde existem múltiplos McGuffins [objetos de interesse] que Thanos está perseguindo e que todos os outros personagens querem pegar primeiro, ou impedi-lo de pegar. Então é uma estrutura muito simples. Pensamos ter muito personagens no filme, então tivemos que simplificar a estrutura. Acho que é isso que nos levou daquele rascunho de 250 páginas para o filme que é agora, simplificar a trama, manter as coisas lineares, e deixar os momentos dos personagens se destacarem.”

Fique com imagens dos bastidores de Vingadores 4 em nossa galeria:

Imagem de perfil
sobre o autor Lucas Rafael

Redator. Entusiasta de coisas demais