Capa da Publicação

Pantera Negra – Figurinista fala sobre as inspirações por trás de cada traje do filme!

Por Lucas Rafael

A responsável pelos trajes dos personagens em Pantera Negra é ninguém menos que Ruth E. Carter, que já foi nomeada ao Oscar por seus trabalhos passados. Recentemente, a figurinista se sentou para uma entrevista com o Entertainment Weekly para falar sobre sobre as artes conceituais do longa e suas escolhas para o figurino de Pantera Negra.

Sobre os trajes dos habitantes de Wakanda, O EW liberou as seguintes informações, baseadas nas palavras de Ruth:

“A nação de Wakanda pode ser fictícia, mas seu estilo é enraizado na história real. A figurinista Ruth E. Carter não teve de vestir apenas os personagens individuais – também teve de estabelecer um visual coeso para um país inteiro. Um que é futurístico e banhado em cultura africana anciã. Para isso, a figurinista nomeada ao Oscar pesquisou moda tribal de todos os cantos do continente. ‘Eu quis trazer aquela estética para seus trajes, para que quando nós os víssemos, soubéssemos que eram Africanos.”

Sobre o traje do herói Pantera Negra, o EW divulgou as seguintes informações:

“Wakanda é rica em Vibranium, um metal raro que é impossivelmente forte e incrivelmente valioso. A abundância de Vibranium teve um efeito enorme na prosperidade tecnológica do país, e na cultura, e Carter decidiu usar o metal nos trajes por razões práticas e decorativas. Um exemplo disso é o traje de Pantera Negra, encoberto de metal. Ele é peso-leve, elegante e à prova de balas – fazendo Homem de Ferro parecer uma latinha. (Outra coisa feita de vibranium? O escudo de Capitão América).”

Sobre os trajes das guerreiras Dora Milaje, a elite de força feminina de Wakanda, Ruth disse o seguinte:

“Os colares precisavam ter um toque artesanal […] A maioria das jóias que você vê da África parece que foi moldada por mãos. […] Imagino que essas Dora Milaje treinam suas filhas, e quando ela está pronta para se juntar à força, a mãe que está se aposentando pode retirar seus arreios e passá-los adiante.”

Sobre um dos trajes que Nakia (Lupita Nyong’o) veste em um trecho do filme, Ruth afirmou ter pensando em James Bond:

“O verde foi parte da tribo do rio à qual ela pertencia […] Estava tentando pensar em algo numa atmosfera meio James Bond, mas que também conectaria ela com a ideia de que é uma princesa da África.”

Já sobre o traje da rainha, Ramonda (Angela Bassett), Ruth disse o seguinte para justificar o visual mais futurista da personagem:

“Senti que teriam pessoas que fariam peças lindas para ela, e seriam as pessoas com os pensamentos mais progressistas do universo inteiro – já que ela é a rainha!”

Agora, o visual arroxeado do Xamã Zuri (Forrest Whitaker) foi inspirado em antigos visuais dos chefes nigerianos.

“Existiam muitas coisas similares nos trajes, que senti serem uma língua de Wakanda […] Mantos eram uma delas, então se uma pessoa vestia um manto, tinha um significado especial. Seus mantos são bem místicos, e alguns de seus mantos contam com ossos neles, ou moedas ou peças de metal, assim como talões de madeira.”

Sobre não ter trabalhado com filmes de herói antes, Ruth revelou que sua perspectiva de uma “estrangeira” beneficiou o trabalho no projeto:

“Entendo um pouco sobre super-heróis do universo Marvel, mas nunca fiz um […] fiquei feliz no final das contas que não fui muito influenciada por todos os outros filmes de herói que você vê, não estava seguindo nenhum modelo.”

Você pode conferir as artes conceituais dos trajes de Wakanda aos quais Ruth se refere na galeria abaixo:

Pantera Negra está em cartaz nos cinemas!

Via: BC

Imagem de perfil
sobre o autor Lucas Rafael

Redator. Entusiasta de coisas demais