Capa da Publicação

Mulher-Maravilha foi o filme de super-herói mais rentável de 2017!

Por Felipe Vinha

Com pouco mais de US$ 820 milhões arrecadados nas bilheterias mundiais, o filme da Mulher-Maravilha foi o mais rentável na categoria “super-heróis” em 2017, de acordo com informações do site Deadline.

Ainda que não tenha sido o filme que mais arrecadou durante o ano, este prêmio ficou com Star Wars: Os Últimos Jedi, o longa-metragem da amazona se destacou dentro do gênero de super-heróis, que contou ainda com concorrentes como Thor: Ragnarok, Homem-Aranha: De Volta ao Lar, Guardiões da Galáxia Vol. 2 e Liga da Justiça.

O Deadline divulgou ainda o resultado do seu “Most Valuable Blockbuster Tournament“, uma espécie de torneio que avalia os principais filmes lançados no ano e elencar quais foram os mais rentáveis. Na colocação geral, Mulher-Maravilha está em sexto lugar, atrás também de A Bela e a Fera, Meu Malvado Favorito 3, Jumanji e It: A Coisa. Seus “concorrentes”, Homem-Aranha e Guardiões da Galáxia, vêm logo em seguida, após sua posição.

Veja a lista completa de filmes mais rentáveis de 2017, segundo o Deadline, a seguir:

  1. Star Wars: Os Últimos Jedi – Lucro de US$ 417 milhões
  2. A Bela e a Fera – Lucro de US$ 414 milhões
  3. Meu Malvado Favorito 3 – Lucro de US$ 366 milhões
  4. Jumanji: Bem-vindo à Selva – Lucro de US$ 305 milhões
  5. It: A Coisa – Lucro de US$ 293 milhões
  6. Mulher-Maravilha – Lucro de R$ 252 milhões
  7. Homem-Aranha: De Volta ao Lar – Lucro de US$ 200 milhões
  8. Thor: Ragnarok – Lucro de US$ 174 milhões
  9. Guardiões da Galáxia Vol. 2 – Lucro de US$ 154 milhões
  10. Corra – Lucro de US$ 124 milhões

Qual desses foi o seu favorito? Não deixe de comentar!

Veja algumas artes e imagens da Mulher-Maravilha em nossa galeria de Liga da Justiça:

Imagem de perfil
sobre o autor Felipe Vinha

Já tentei salvar o mundo de uma invasão alienígena, mas hoje me contento em ser jornalista. Gosto de quadrinhos e suas adaptações na TV ou cinema, animes, tokusatsu, games (de luta principalmente) e tecnologia. Vamos trocar uma ideia no Twitter @felipevinha