Capa da Publicação

Metal Gear – Diretor fala sobre fazer “o primeiro grande filme de videogames”!

Por Guilherme Souza

Hollywood tem um péssimo histórico com filmes baseados em jogos de videogame, onde praticamente todas as tentivas acabaram se revelando um insulto aos fãs e ao material original. Apesar disso, a indústria cinematográfica insiste em se aproveitar da popularidade das franquias dos consoles para tentar transportar esse sucesso para as telonas.

Depois de insucessos como Assassin’s Creed, Tomb Raider, Rampage e tantos outros, chegou a vez de Metal Gear Solid ganhar um filme para chamar de seu. Dirigida por Jordan Vogt-Roberts, diretor de Kong: Ilha da Caveira, a produção ainda não tem uma data de lançamento prevista, porém o diretor já está se adiantando em afirmar que ele se esforçará para fazer “o primeiro grande filme de super-heróis“.

“Existem filmes Star Wars para se falar sobre, existe todo tipo de coisa para falar sobre. Para mim, isso é aquilo. Essa é uma nova fronteira não apenas para mim como diretor, mas eu sinto que também é para o público. Para mim, é um jeito de fazer o primeiro grande filme de videogame, onde não importa que é baseado em um videogame.”

Além disso, o diretor também assume para si a responsabilidade de fazer um filme de respeito, mesmo que muitos acreditem que isso é impossível.

“Temos que trabalhar duro para fazer um filme que toque as pessoas da mesma maneira que faz com você e eu, que ficamos como crianças, encantados com isso. Para mim, Metal Gear Solid é isso. O mundo de Hideo Kojima é isso. Faça chuva ou faça sol eu irei lutar por isso pelo resto da minha vida, não apenas para entregar a melhor versão disso na tela, mas apenas porque eu genuinamente acredito que é um mundo que as pessoas estão prontas para ver. E eu me apoio em todas as coisas loucas que as pessoas podem dizer, ‘Uau, você não pode adaptar um filme de Metal Gear por causa disso e disso.’ Eu na verdade acredito nisso, naquilo e naquilo e é assim que você faz com que o mundo inteiro se apaixone por isso.”

Por fim, o diretor revela que passou muito tempo tentando encontrar um equilíbrio entre o cânone da franquia e uma história que fosse entendível para o público que não teve contato com os jogos. Segundo Roberts, é preciso analisar a história da franquia como um todo e decidir por onde começar para que o filme não tenha coisas demais.

E ai, será que dessa vez realmente teremos uma boa adaptação chegando?

Veja também:

Fonte: HH

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'