Manto e Adaga – Produtor quer crossover da série com “Os Fugitivos”!

Capa da Publicação

Manto e Adaga – Produtor quer crossover da série com “Os Fugitivos”!

Por Felipe Vinha

Manto e Adaga estreia sua primeira temporada ainda este ano, nos Estados Unidos, contando a história da dupla que dá nome ao seriado, que traz poderes que mexem com conceitos de luz e trevas. Porém, a série nem chegou e já estão pensando em possíveis crossovers.

Ao falar com o público durante o evento WonderCon, nos EUA, o showrunner do seriado, Joe Pokaski, comentou sobre a possibilidade e o que ele mais quer ver: um encontro com a série Os Fugitivos. A seguir:

“É algo muito importante que a primeira temporada seja usada para estabelecer Tandy e Tyrone como pessoas, antes de se tornarem super-heróis. Mas eu sou um grande fã do que Josh Schwartz e Stephania Savage fizeram em Os Fugitivos. Sempre estamos batendo papo e falando ‘quando teremos nosso crossover’? Muito provavelmente há 400 coisas para acontecer antes disso, mas estou animado para qualquer coisa que Manto e Adaga possam fazer neste universo.”

Nos quadrinhos, Manto e Adaga aparecem de forma constante nas primeiras fases de Os Fugitivos, chegando a integrar o grupo de forma temporária. Além disso, os personagens das duas séries possuem origens similares em seus poderes – alguns são mutantes, algo que a Marvel não utilizou na TV, por questão dos direitos dos X-Men estarem com a Fox.

Sobre o futuro do seriado, o Pokaski falou ainda sobre o que os fãs podem esperar a respeito:

“A primeira temporada é sobre os dois, de uma forma emocional e de onde eles surgirão. Será, possivelmente, de uma forma um pouco mais lenta do que na maioria dos seriados de TV, enquanto história de origem, mas, quando chegarmos na segunda temporada, lidaremos com ameaças de rua de uma forma realista, de forma que eles ajudem e salvem mais pessoas.”

Veja também nossa galeria sobre a série:

Manto e Adaga estreia em 7 de junho no canal Freeform.

Fonte: Comic Book

Imagem de perfil
sobre o autor Felipe Vinha

Já tentei salvar o mundo de uma invasão alienígena, mas hoje me contento em ser jornalista. Gosto de quadrinhos e suas adaptações na TV ou cinema, animes, tokusatsu, games (de luta principalmente) e tecnologia. Vamos trocar uma ideia no Twitter @felipevinha