Capa da Publicação

Diretor de “Os Incríveis 2” critica a falta de originalidade em Hollywood!

Por Equipe Legião dos Heróis

Brad Bird, o diretor de Os Incríveis 2, disse em sua conta oficial do Twitter que Hollywood tem medo de apostar em filmes originais, e “No Limite do Amanhã” é um bom exemplo disso. O primeiro longa do diretor Doug Liman foi bem recebido pela crítica e pelo público, mas rendeu um valor abaixo do estimado: US$ 100,2 milhões nas bilheterias domésticas.

Bird acredita que a mudança no título do filme desempenhou um grande papel no baixo desempenho do filme. Veja sua explicação na íntegra:

“ÓTIMO filme, mas o público (que pede originalidade nos filmes) não apareceu. Se tivesse sido lançado como ‘Viva, Morra, Repita’, poderia ter sido o sucesso que esperavam. Infelizmente, foi chamado de NO LIMITE DO AMANHÃ [EDGE OF TOMORROW em inglês]… um título terrível e sem graça para um filme realmente divertido”.

O diretor ainda esclareceu que o filme foi bem-sucedido, mas não foi o grande sucesso que impulsionaria estúdios a correr riscos e apostar em ideias originais para filmes. Confira:

“Sendo franco, NO LIMITE DO AMANHÃ foi um sucesso, mas, devido aos custos de produção e sua publicidade, não resultou no tipo de lucro que incentivaria outros estúdios a apostar em [ideias] originais novamente. Mas eles estão planejando uma continuação…”.

Curiosamente, No Limite do Amanhã é baseado em um mangá de apenas dois volumes chamado “All You Need Is Kill”, já publicado aqui no Brasil. Atualmente, uma continuação do filme está em produção e deve contar com Tom Cruise e Emily Blunt nos papéis principais novamente.

Confira imagens do primeiro No Limite do Amanhã, em nossa galeria:

Fonte: Heroic Hollywood

Imagem de perfil
sobre o autor Equipe Legião dos Heróis

"Você já dançou com o demônio sob a luz do luar?"