Capa da Publicação

Demolidor – Produtor fala sobre a jornada de Matt Murdock na terceira temporada!

Por Gus Fiaux

Após sua “morte” em Defensores, o Demolidor estará de volta no mês que vem – mas pode ir esquecendo o advogado bom, justo e simpático por baixo da máscara. Agora, Matt Murdock está morto, e em seu lugar, um vigilante atormentado voltará a fazer suas rondas em Hell’s Kitchen.

Ao menos, isso é o que promete o produtor Erik Oleson, que acaba de assumir a série em sua terceira temporada. Recentemente, ele deu uma extensa entrevista ao Entertainment Weekly, onde falou um pouco mais sobre a jornada pessoal do Homem Sem Medo no novo ano. E ao que tudo indica, ele também será um homem sem fé:

“Matt começa a temporada destruído, tanto fisicamente quanto emocionalmente e espiritualmente. Ele está com raiva de Deus. Ele está com raiva por ter arriscado sua vida para fazer o trabalho de Deus, e está se questionando se foi ou não um tolo por isso.”

Oleson complementou, explicando que, no começo da temporada, ele terá abandonado de vez sua identidade como Matt Murdock. No lugar, só restará o Diabo de Hell’s Kitchen:

“Ele vai para o lugar mais sombrio que você pode imaginar. Quando ele percebe que é incapaz de ser o Demolidor, ele prefere simplesmente terminar assim do que seguir com sua vida. Ele decide deixar de lado a identidade de Matt Murdock e passa a ser apenas o Diabo, para isolar essa parte de si mesmo.”

Ele também falou de um dos personagens mais próximos ao Diabo da Guarda: Foggy Nelson. Segundo ele, o reencontro dos dois não será nem um pouco amigável, já que Foggy terá um certo rancor por Matt não ter revelado que estava vivo:

“Foggy estava tentando superar a memória de Matt, ou pelo menos seguir em frente com sua vida. Se você descobre que um dos seus amigos mais próximos estava morto, mas resolveu não contar a você que ele sobreviveu, você também provavelmente teria problemas com isso.”

Quanto ao que podemos esperar do lado dos vilões, Oleson nos lembrou do Rei do Crime, que promete retornar ao trono na terceira temporada. Ele disse que o personagem foi bem inspirado por tiranos do mundo real:

“Fisk ficou mais inteligente, mais calculista e mais manipulador. Eu queria contar uma história relevante para o mundo ao nosso redor. Vejo a série como uma forma de examinar como os tiranos, para cumprir suas próprias agendas, causam medo e desconfiança.”

Erik também mencionou um pouco da história. De acordo com ele, a trama da temporada é uma colcha de retalhos das suas fases favoritas do herói nos quadrinhos – ou seja, A Queda de Murdock não será a única inspiração presente. Curiosamente, ele disse que a Marvel não se opôs à ideia e garantiu bastante liberdade criativa:

“Eu sugeri uma ideia que trazia pedaços das minhas fases favoritas dos quadrinhos, contando uma história maior. Eu esperava ter mais limitações, mas a Marvel ficou incrivelmente animada com a sugestão. Eles me deixaram contar a história que eu queria… Eu não tinha certeza, após os eventos de ‘Defensores’, sobre quanta liberdade eu teria, e eles acabaram me dando liberdade completa.”

Contudo, de acordo com o produtor Jeph Loeb, essa liberdade não foi tão integral assim – afinal de contas, Erik ainda precisava se manter fixo em um ponto: Matt Murdock havia sido dado como morto ao fim de Defensores:

“Nosso primeiro problema era que Matt Murdock estava morto, então como nós consertaríamos isso de uma forma diferente do que já fizemos antes? Então conversamos com Erik e tivemos uma boa ideia em relação ao que gostaríamos de fazer para a história. E ele teve bastante liberdade a respeito de como ele iria seguir com essa história… A terceira temporada volta bastante para o mundo das histórias de crime. Será uma temporada bem memorável.”

Abaixo, fique com as imagens da temporada:

A terceira temporada de Demolidor chega à Netflix no dia 19 de outubro.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux