Capa da Publicação

Deadpool – Revelada a sentença do homem que pirateou o primeiro filme do personagem no Facebook!

Por Gus Fiaux

Muitos podem não levar a sério, mas pirataria é crime. E, nos Estados Unidos, as repercussões causadas pela infração aos direitos autorais podem ser severas. Recentemente, a côrte judicial norte-americana condenou Trevor Franklin a seis meses de prisão, por ter compartilhado ilegalmente uma cópia do primeiro filme do Deadpool no Facebook.

O caso começou em 2016, quando Trevor disponibilizou uma versão pirata de Deadpool em seu perfil pessoal da rede socialapenas uma semana depois do filme ter sido oficialmente lançado nos cinemas. Mesmo com os diversos pedidos da 20th Century Fox de que o conteúdo fosse removido, Trevor o manteve no ar, e o vídeo acabou tendo seis milhões de visualizações em poucas semanas.

Por conta disso, o estúdio entrou em contato com as autoridades federais, e no meio do ano de 2016, Franklin foi preso por infração aos direitos autorais. Com as investigações, descobriram que ele havia aberto uma nova conta no Facebook, intitulada “BOOTLEG MOVIES” – um termo utilizado para “filme pirata“. A suspeita é de que ele iria utilizar essa página para compartilhar ainda mais filmes.

Na corte, ele se apresentou como culpado, e por conta disso, recebeu a pena de um ano de prisão. Contudo, como “cooperou com as investigações e as autoridades”, ele ganhou um recurso especial e vai cumprir apenas metade da pena, ou seja, seis meses na cadeia. Até o presente momento, nenhum representante da Fox ou até mesmo do acusado deu alguma declaração.

Na galeria abaixo, fique com imagens e artes conceituais do segundo filme do personagem:

Deadpool está disponível em DVD Blu-Ray, além de mídias digitais (mas não no Facebook).

Fonte: CBR

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux