Capa da Publicação

DC confirma oficialmente que o Dr. Manhattan está por trás do Renascimento!

Por Lucas Rafael

Atenção: Alerta de Spoilers!

Embora muitos já suspeitassem, a nova edição da minissérie de quadrinhos Doomsday Clock finalmente assumiu que o Dr. Manhattan, personagem de Watchmen, está por trás das alterações feitas na realidade do Universo DC.

O primeiro sinal da presença de Manhattan despontou em Liga da Justiça #50, quando uma figura misteriosa vaporizou diversos vilões. Eventualmente, outros personagens como Eobard Thawne, o Flash Reverso, sofreram do mesmo destino. Os fãs não demoraram em perceber a semelhança entre tais “desaparecimentos” e a maneira como Dr. Manhattan desintegra Rorschach nas páginas finais da HQ de Watchmen. Vale lembrar que ao final da história de Alan Moore, o personagem confessa ter uma nova fé na humanidade, cogitando até mesmo criar alguns humanos.

Nas primeiras páginas de Doomdsay Clock#7, vemos a origem do primeiro Lanterna Verde, Alan Scott, sendo narrada por caixas de diálogo semelhantes àquelas que vimos em Watchmen para representar os monólogos internos do Dr. Manhattan. Durante a narração, vemos como as coisas foram alteradas para que Alan não pudesse ser salvo da morte, o que faz com que a Sociedade da Justiça da América jamais exista nesta realidade.

A narração ocorre ilustrada por imagens de um inseto azul (representando Manhattan) voando sobre a lanterna esmeralda (Alan Scott), uma analogia sobre a teoria quântica do caos, na qual uma borboleta batendo as asas pode alterar o mundo em nível quântico.

Eventualmente, é revelado que o narrador se trata de Dr. Manhattan, o que faz com que diversos personagens da realidade de Watchmen, que se encontram na Terra 1 da DC, confrontem o azulão.

A trama de Doomsday Clock mostra Adrian Veidt tentando encontrar Manhattan para solicitar um retorno ao seu mundo, visando impedir sua destruição. Manhattan prontamente recusa, afirmando estar “no meio de algo.

A história sugere que Manhattan não é o criador do Multiverso DC dos quadrinhos, como muitos vinham supondo. Pelo contrário, o personagem foi atraído até ele na esperança de viver entre outros seres poderosos. Ele alterou a realidade desse universo, porém, não o criou.

Os planos de Manhattan mudaram após ele usar a visão quântica para olhar até o futuro, afirmando ser confrontado por outro herói:

“O mais esperançoso entre eles. Se aproximando de mim. Agora sem esperança. E então eu vi… nada.”

A sétima edição de Doomsday Clock mostra essa visão e de qual herói Dr. Manhattan está falando. A parte curiosa é que, embora o personagem sempre possa ver o futuro, ele finalmente não pode prever o que irá ocorrer após aquele momento, já que a) ele morre, ou b) o conflito contra o outro herói oblitera a realidade.

E aí, o que você está achando dos eventos de Renascimento? Comente!

Confira Batman confrontando Dr. Manhattan na galeria abaixo:

Via: SR

Imagem de perfil
sobre o autor Lucas Rafael

Redator. Entusiasta de coisas demais