Capa da Publicação

Como Fortnite contou uma história sem dizer nada!

Por Mike Sant'Anna

Definitivamente Fortnite se consolidou como a nova grande febre dos games, trazendo números e números cada vez maiores e sendo um dos principais difusores do gênero Battle Royale, rivalizando diretamente, e muitas vezes superando em alguns pontos o responsável por criar a febre dos Battle Royales; PlayerUnknow’s Battleground.

Mas um grande diferencial que nós tivemos em Fortnite, que aconteceu com uma senhora sutileza, sem que a gente percebesse muito bem, era como o jogo estava contando uma história, semana após semana, sem a necessidade de uma lore, sem a necessidade de cutscenes nem nada do tipo, foi nitidamente um caso onde o jogo deixou para que a comunidade percebesse o que estava acontecendo, e ela mesma cuidasse para difundir e espalhar as informações.

Você pode achar que isso começou com a 4ª temporada do jogo, mas na verdade, os primeiros testes foram feitos no final da 3ª temporada, quando um meteoro misterioso apareceu no céu, e as primeiras especulações começaram. A comunidade de Fortnite se uniu em uma série de teorias da conspiração, encontrando até mesmo um código morse na vibração dos consoles para determinar uma coordenada que dizia que este meteoro cairia em Torres Tortas. E ainda na última semana, o jogo mudou ainda mais, quando os meteoros começaram a cair de fato dentro das partidas, anunciando que a próxima temporada estava chegando!

Meteoro no céu da terceira temporada

Acontece que quando chegamos na especulada quarta temporada do jogo, descobrimos de fato o que iria acontecer. Fomos introduzidos à esta nova temática do jogo com uma pequena animação cinemática, e isso foi absolutamente o máximo que o jogo fez para contar essa história de uma maneira expositiva, o resto era com a gente. Então na primeira semana nós tínhamos algumas informações: O meteoro caiu em Depósito Empoeirado, fazendo ele se transformar em uma cratera, e diversos outros pequenos meteoros foram caindo ao longo do mapa, criando algumas crateras menores, e aí então à caça ao tesouro começou.

Cada vez que alguém descobria uma mudança nova no mapa, como por exemplo uma mansão à leste do mapa, que tinha uma base secreta de super heróis, ou um covil em uma montanha, bem com cara de vilão, com direito a um míssil e tudo mais, a gente ia começando a montar uma pequena história em nossas cabeças. Mas não parava por aí…

À cada semana que se passava, nós íamos descobrindo novas pistas dessa história. Por exemplo, nós sabíamos que a primeira skin do Battle Pass era o Carboneto, a última era o Omega, mas achávamos que eram apenas skins temáticas já que essa temporada vinha com uma abordagem ao mundo dos super heróis, mas quando vimos por exemplo uma Loading Screen que mostrava as outras “skins” caçando o Omega, algumas coisas começaram a se juntar. Nas semanas subsequentes nós vimos as loading screens contarem sobre como o Omega era o vilão dessa história, criando um exército de “cromados” e como ele lutava contra o Carboneto e seus amigos. Ótimo! Uma história, e que aquele covil nas montanhas era na verdade a base secreta do Omega.

Loading Screen mostrando a luta entre Carboneto e Omega

Mas essa não era a única história sendo contada. Lembra do meteoro? Pois então, a história envolvendo a queda era aos poucos contada pelas mudanças semanais no mapa. Alguns jogadores perceberam que de uma semana para a outra, a pequena cratera em Torres Tortas havia sido tampada, haviam alguns caminhões de construção em volta dele, e a instalação militar que havia sido feita no que era Depósito Empoeirado, para cercar o meteoro, agora estava mais construída. Então o mapa estava em constante mudança, também.

Ao longo das semanas, toda quinta-feira era praticamente uma caça ao tesouro para ver o que havia mudado no mapa. A gente ia vendo mais e mais pequenas crateras sendo fechadas, alguns caminhões que estavam nas crateras, agora estavam alinhados nas estradas, com pedras do meteoro em suas caçambas. A cratera estava cada vez mais desenvolvida e até começava a crescer vegetação. Até que o meteoro começou a brilhar.

Lembram que eu estava falando das skins? A Epic havia separado uma skin misteriosa desde o lançamento da 4ª temporada, que seria liberada apenas quando você completasse 7 semanas de desafios, ou seja, só na 7ª semana dessa história sendo contada (você pode considerar como se fosse um 7º episódio), uma revelação seria feita. E eis que nós conhecemos O Viajante! A skin misteriosa era na verdade alguém que estava dentro do meteoro esse tempo todo! Então agora a história sendo contada pelo mapa, se juntava às histórias contadas pelas Loading Screens, quando a tela daquela semana mostrava o Viajante mexendo nos consoles do que parecia ser o míssil que ficava dentro do covil do Omega.

E que comecem as especulações de novo…

Loading Screen do Viajante

As pessoas começaram à criar teorias do que aconteceria, do que o Viajante faria, quando ele faria. Essa ultima questão foi respondida muito rapidamente, quando, dentro do jogo as pessoas começaram a perceber que nas televisões espalhadas pelo mapa, começaram a aparecer uma contagem regressiva, que iria acabar no tempo equivalente ao dia 29 de Junho às 14:30 aqui no Brasil. E foi aí que o jogo criou um evento único, algo que só aconteceu uma vez dentro do jogo, ao vivo, e simultaneamente para o mundo inteiro.

O Viajante disparou o míssil

O mundo inteiro acompanhou o lançamento deste foguete, e mesmo enquanto ele estava no ar, as pessoas continuavam especulando onde ele iria cair! Torres Tortas? Parque Agradável? Bosque Gorduroso? Todas erradas, O foguete acertou o céu!

Se as pessoas já estavam insanas nas teorias de conspiração com o jogo, quando o foguete criou uma rachadura na realidade, o número de teorias escalonou insanamente! E agora o jogo continua contando esta história, que caminha para o que podemos chamar de sua Season Finaleà medida que a rachadura no céu aumenta cada dia mais, e agora nós temos pequenos vórtices sugando pedaços do mapa durante o jogomas de uma vez por todas (até mesmo a placa do Motel já foi sugada).

Provavelmente quando você ler esse artigo, alguma mudança radical que não havia acontecido quando eu escrevi (05/07) pode ter acontecido e dado mais um passo nessa história. Mas o interessante aqui não é te contar a história desta temporada. É te mostrar como o modo Battle Royale de Fortnite é um jogo que supostamente não deveria ter uma lore, um enredo, uma trama. Ele é simplesmente um modo multiplayer online, não um modo campanha. Mas mesmo assim, eles deram um jeito de dar uma história para o jogo, e contaram ela das formas mais sutis possíveis. Mesmo que o foguete tenha sido algo gritante, note ao longo deste artigo que em nenhum momento eu disse que a Epic Games avisou sobre essas mudanças, todas elas foram percebidas pela comunidade, e talvez algumas tenham até passado desapercebidas e que ninguém nunca descobriu.

Agora vamos ver o que o jogo separou para a 5ª temporada!

Veja imagens de Fortnite em nossa galeria:

Imagem de perfil
sobre o autor Mike Sant'Anna

Eu sou o melhor no que eu faço, mas o que eu faço... É bem retardado.