Capa da Publicação

Christopher Nolan relembra como era trabalhar com Heath Ledger em Cavaleiro das Trevas!

Por Mike Sant'Anna

Batman: O Cavaleiro das Trevas alcançou a marca de ter feito o aniversário de 10 anos em 2018, mas juntamente com esta marca, vem a memória que faz 10 anos que perdemos o ilustre ator Heath Ledger que interpretou o Coringa neste filme.

O diretor do filme, Christopher Nolan, comentou em uma entrevista de rádio com a BBC Radio 1, o quanto era imprevisível trabalhar com Ledger, já que ele não contava tudo que tinha em mente para sua atuação como o vilão. Assim sendo, o próprio diretor servia como platéia para o ator:

“Muito do que Heath fez, ele discutia comigo, mas em termos – ele me dava dicas sobre o que ele ia fazer, ou falávamos um pouco sobre isso e eu tentaria ser uma platéia para ele ou tipo de termômetro com ele e o que ele estava fazendo. Mas muita coisa era sobre imprevisibilidade, e acho que ele queria esconder mais o jogo. Sua voz era tão imprevisível. Ele criou esse tom  bizarro. Eu vi muitas pessoas tentarem imitá-lo desde então. Você nunca sabia se ele estava indo alto ou se ele ia descer; Você nunca sabia o que aquele cara iria fazer, e isso era o que era assustador sobre isso”.

Nolan então comentou sobre o fato de Ledger ter recebido o Oscar póstumo por sua atuação como Coringa:

“Fiquei orgulhoso de estar envolvido com esta ótima performance, esse legado. Ele era uma pessoa extraordinária e um ator extraordinário. E para ele ser reconhecido dessa maneira, eu acho que foi muito significativo para a família e significativo, penso eu, para a história do cinema que o que ele contribuiu – e ele contribuiu de várias maneiras para a história do cinema – mas que seja marcado dessa forma, fiquei muito orgulhoso de fazer parte disso “.

Talvez voltemos a ver o Coringa em Esquadrão Suicida 2 (quem sabe). Confira abaixo algumas imagens das preparações para o início das filmagens:

Você pode conferir a imagem logo abaixo:

Fonte: HH

Imagem de perfil
sobre o autor Mike Sant'Anna

Eu sou o melhor no que eu faço, mas o que eu faço... É bem retardado.