Capitã Marvel – Brie Larson fala sobre expectativas do filme e comparações com “Pantera Negra”!

Capa da Publicação

Capitã Marvel – Brie Larson fala sobre expectativas do filme e comparações com “Pantera Negra”!

Por Gus Fiaux

O segundo trailer de Capitã Marvel foi exibido ontem, e mostra a heroína partindo para a ação de uma forma espetacular. Isso levantou uma série de questões sobre as expectativas que estão sendo deixadas para o longa, e agora é a vez de Brie Larson comentá-las!

Em entrevista ao CinemaBlend, a atriz comentou um pouco a respeito das expectativas que estão sendo colocadas em cima do filme da heroína. Para ela, é bem prejudicial que o filme esteja sendo julgado de um modo diferente, pois assim como Pantera Negrapor exemplo, é um filme “pioneiro” – no caso de Pantera, para a representatividade negra, e no caso de Capitã, por ser o primeiro filme protagonizado por uma mulher no UCM.

A atriz continuou, falando sobre o potencial da arte, de uma forma geral. Ela comentou detalhes específicos da obra, e chegou a dizer que não se dá muito bem com a ideia de gêneros cinematográficos. Para ela, não faz sentido que filmes sejam julgados de modos diferentes de acordo com seus gêneros.

Brie também expressou o desejo de que o filme seja como seus livros favoritos, e que a cada vez que o público assisti-lo ou reassisti-lo, ele ganhe uma nova interpretação – em outras palavras, ela quer fazer um filme que cresça junto com o público:

“Vai ser o que tiver de ser, e eu acho que vai ter muitas coisas para as pessoas digerirem e sentirem. E com sorte, será um filme que você gostará de revisitar de novo e de novo, e conforme a vida for acontecendo, mais coisas serão adicionadas [na experiência]. Eu sou quero fazer arte que dure. Eu quero fazer arte que cresce junto com você. Isso é tudo.”

Por fim, Larson fez um comparativo entre ela própria, como atriz, e sua personagem. De acordo com ela, suas maiores inspirações foram seus próprios heróis pessoais, que eram falhos e cheios de problemas – e isso ajudou a criar uma interpretação mais humanizada para Carol Danvers:

“Todos os meus heróis são eles mesmos, sem remorso. E eles às vezes são falhos, e isso é ok. Então, para mim, é parte de quem a Carol é, também. Ela é falha. Ela não é perfeita. E para que eu me sinta confortável assumindo essa posição, eu tenho que aceitar minha humanidade e lembrar a todos que sou uma humana e uma artista. E eu só quero fazer arte, de verdade.”

Na galeria abaixo, confira o segundo pôster do filme:

Capitã Marvel estreou nos cinemas dia 7 de março de 2019.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux