Capa da Publicação

Aquaman – Filme não usa tanta água quanto você pensa!

Por Raphael Martins

A maior parte da ação de Aquaman, o novo filme do universo cinematográfico da DC no cinema, o Worlds of DC, se passa debaixo d´água. E não poderia ser diferente em se tratado de um filme do herói submarino. Nele nós vemos Atlântida em toda sua glória, criaturas marítimas impressionantes e combates muito bem coreografados, tudo no fundo do mar. Mas a produção pode não ter usado tanta água assim quanto a gente pensava.

Parte do elenco do filme falou com o site CinemaBlend, revelando que na verdade, muito pouca água foi usada durante as gravações do filme, explicando que é quase impossível de se gravar e de se atuar estando submerso. A alternativa foi usar muitos cabos presos aos atores, o que permitiu que os personagens de Jason Momoa, Amber Heard e todo o núcleo atlanteano do filme interagisse, lutasse e parecesse estar debaixo d´água.

Mas isso também não quer dizer que não usaram água de verdade nenhuma vez. Em algumas cenas importantes, milhares de galões de água foram usados para passar autenticidade nos cenários, já que a maior parte do ambiente do filme só tem água. James Wan falou, em entrevista ao CinemaBlend:

“Havia algumas poucas cenas, como a sequência de ação no submarino, por exemplo, que tivemos que usar água de verdade. Nós construímos o set do submarino em cima de um tanque enorme, afundamos o set na água e depois gravamos, de novo e de novo, fazendo isso tomada depois de tomada. Então nós ficamos bem molhados enquanto produzíamos este filme.”

De fato, um dos aspectos mais importantes de Aquaman é a ação passada embaixo d´água. Se não fosse convincente, o filme inteiro iria – com o perdão do trocadilho – por água abaixo. E nisso o filme não falha. Créditos para James Wan e sua equipe.

Fique com imagens de Aquaman em nossa galeria:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael