Capa da Publicação

Thor: Ragnarok – Diretor explica como o Deus do Trovão mudou no filme!

Por Gus Fiaux

Nos últimos anos, a Marvel Studios tem sido um grande trampolim para realizadores independentes ganharem espaço no cenário dos blockbusters de Hollywood. O estúdio tem dado cada vez mais trabalho a cineastas de filmes com médio e baixo orçamento, que têm experiência na realização de cinema alternativo. A prova viva disso é Taika Waititi, que antes de assumir o controle de Thor: Ragnarok, havia trabalhado em filmes de escala muito menor, como O Que Fazemos nas Sombras A Incrível Aventura de Rick Baker.

Na semana passada, o diretor conversou com o Collider, onde falou mais a respeito de seus projetos futuros para o longa. Em determinado momento, ele chegou a falar que o planejamento inicial do filme mudou bastante a partir do momento que ele entrou em cena:

“Já haviam ideias de histórias quando eu cheguei, mas muitas delas mudaram nos primeiros três ou quatro meses. Desde o início, a Marvel queria deixar o Thor mais leve e abraçar o aspecto aventuresco dele. Os dois últimos filmes, em especial o último, tinham sido um pouco sombrios. Pessoalmente, eu acho que se o filme se chama Thor, então o Thor precisa ser o melhor personagem. Meu foco principal foi tornar ele bacana e engraçado quando ele precisa ser, e heroico quando precisa também. Se você já viu meus outros filmes, sempre há um equilíbrio entre comédia e drama. Eu acho que essa é uma história satisfatória de se assistir.”

Além de tudo isso, o diretor também falou um pouco a respeito do tom do filme, e como isso deve mudar drasticamente dos outros filmes solos do herói asgardiano:

“Sim, o Thor passou dois anos na Terra andando por aí com o Robert Downey Jr. Então ele se tornou mais malandro. Ele sabe um pouco mais sobre ironia e sarcasmo agora. Ele possui um pouco do humor terráqueo. Ele é como uma criança rica do espaço que passou um tempo brigando por aí, sabe? Então ele imediatamente se tornou mais interessante. Mas por ele estar em diferentes partes do cosmo, ele ainda continua aprendendo por onde passa. Ainda não modelamos isso completamente, mas eu imagino que um ótimo Thor é um pouco como Jack Burton.”

Caso você não se lembre, Jack Burton é o nome do personagem de Kurt Russell no clássico Os Aventureiros do Bairro Proibido. Waititi já tinha dito que seu Thor está muito mais puxado para o lado cômico, mas é definitivamente interessante conhecer as referências que o diretor usa para compor essa “nova versão” do personagem.

Abaixo, confira imagens do filme:

Thor: Ragnarok já está em cartaz nos cinemas!

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux