Capa da Publicação

Star Wars – Daisy Ridley responde críticas em relação à Rey!

Por Leo Gravena

Recentemente, nos filmes de ação e ficção, algumas pessoas passaram a adotar o termo “Mary Sue” para criticar personagens femininas consideradas “muito perfeitas e sem nenhuma falha”, desde O Despertar da Força, Rey vem sendo classificada desta maneira.

Devido dua aptidão com A Força, a maneira como ela é introduzida “por acaso” no filme. o fato de que ela não possui grandes defeitos de caráter e possui mais destaque que os homens do filme fizeram com que alguns “fãs” não ficassem contentes com a personagem.

Durante uma entrevista para promover Os Últimos JediRidley foi perguntada sobre as críticas e o termo, para o que ela respondeu:

“Eu não acredito nessa coisa de ‘Mary Sue’, de qualquer forma. Eu acho o termo sexista por si só. Não acho que existe algo chamado ‘Ryan Graig’. Quando estava atuando, eu nunca tinha certeza do que estava acontecendo. Eu não estava tipo, ‘isso está acontecendo e sou tão poderosa e me vejam ir’. Essencialmente, tudo o que achei que Rey estava tentando fazer no primeiro filme é tentar fazer a coisa certa, ela estava tentando ajudar o BB-8 e então ela tenta ajudar o Finn e agora ela está tentando ajudar a Resistência. Não é um poder centrado nela que ela está apenas exibindo porque ela não pediu por nada disso no primeiro”. 

Até mesmo os críticos devem concordar que, no segundo filme, vimos um pouco mais dos “defeitos” de Rey, principalmente com ela sendo “atraída” pelo lado sombrio da força.

Confira abaixo algumas imagens do filme:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor-Chefe | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."