Capa da Publicação

Pantera Negra – Lupita Nyong’o destaca diversidade em filmes de super-heróis!

Por Felipe Vinha

A estreia de Pantera Negra nos cinemas se aproxima e, agora, cada vez mais entrevistas com o elenco serão publicadas, com destaques para informações importantes sobre a história, e também para o impacto social que o longa pode causar em Hollywood. Em conversa com a revisa Teen Vogue, Lupita Nyong’o tocou justamente neste ponto.

A atriz relatou sua experiência de vida, ao comparar o cenário atual de filmes de super-heróis e sua infância no Quênia, quando (possivelmente) via apenas heróis brancos ou de outras etnias que não a representavam na TV.

“No Quênia, cresci vendo novelas mexicanas, australianas e coisas americanas. Eu não sentia que a TV era muito diversa – eu apenas aceitava. O interessante é que se eu posso projetar minha humanidade em pessoas que não se parecem comigo, de culturas que não são as minhas, porque raios não pode ocorrer o contrário não pode ocorrer o mesmo?”, destacou a atriz. “O que estamos falando aqui é sobre a proeminência deste filme em particular e sobre como ele entra no ‘mainstream’ da consciência cultural”, complementou.

Ela caracteriza ainda que os filmes de heróis representam um “folclore moderno”.

“Filmes de heróis são nosso folclore moderno – e isto é importante. Ele reforça nosso senso de união. A beleza do cinema é que você pode ir para uma sala cheia de pessoas e todos entram em acordo de suspender suas crenças e compartilhar essa experiência de um outro mundo. Naquele momento, todos vocês são um, experimentando a mesma coisa. Reforça nosso senso de comunidade. Estes filmes de super-heróis aparecem em momentos que estamos muito polarizados e são uma chance que temos de pensarmos juntos”, adicionou Nyong’o.

Lupita vive Nakia no filme, uma das personagens centrais da trama. Aproveite o clima de união e veja ainda imagens de Pantera Negra:

Pantera Negra está em cartaz nos cinemas!

Imagem de perfil
sobre o autor Felipe Vinha

Já tentei salvar o mundo de uma invasão alienígena, mas hoje me contento em ser jornalista. Gosto de quadrinhos e suas adaptações na TV ou cinema, animes, tokusatsu, games (de luta principalmente) e tecnologia. Vamos trocar uma ideia no Twitter @felipevinha