Capa da Publicação

Overwatch – Novo trecho da história sugere que finalmente haverá a chegada de Doomfist!

Por Ishiro Oninawa

Pouco a pouco a história de Overwatch vai se revelando, seja com eventos retratando o passado (como a o evento Insurgência que ocorreu recentemente no jogo) ou com pequenos fragmentos de informação que ajudam a contextualizar melhor a situação atual dos personagens e do mundo do game.

A personagem Orisa teve seu lançamento relacionado a um acontecimento no mapa de Numbani, cujo objetivo dentro do jogo era a escolta de um veículo que continha a manopla de Doomfist, o item lendário que já foi utilizado por diferentes heróis no mundo de Overwatch. Agora, o site oficial do game liberou novas informações que conectam esse incidente em Numbani a outro acontecimento e parece que os fãs poderão finalmente ver o próximo Doomfist chegar ao jogo.

“NUMBANI —Três meses após os relatos iniciais do incidente na instalação secreta de segurança máxima da Segurança Internacional Helix, um retrato mais completo do que aconteceu emergiu. Informações e detalhes do ocorrido eram escassos como tem sido quaisquer notícias da instalação, dizendo ser a prisão para as ameaças mais perigosas do mundo. No entanto, após eventos recentes em Numbani, agora pode ser confirmado que o sucedido foi um ataque da organização Talon com o propósito expresso de libertar um homem: Akande Ogundimu, mais conhecido como Doomfist.

Começou nas primeiras horas da manhã, quando uma aeronave não identificada se aproximou da instalação. A segurança inicialmente relatou que a embarcação não possuía passageiros a bordo, com base nas varreduras do radar. A aeronave passou pelos sistemas de defesa da instalação sem incidentes, levando alguns a acreditar que a Talon possui alguns infiltrados na Helix. Um vídeo de vigilância de dentro do complexo revelou uma figura escura e sombria emergindo da aeronave e descendo até o solo da prisão. O assaltante não identificado facilmente sobrepujou os agentes de segurança da Helix, deixando mais de uma dúzia de mortos. Os registros médicos das casualidades revelam feridas e degeneração celular que conferem com outros incidentes envolvendo o mercenário conhecido como o Reaper, quase confirmando a incursão como um ataque da Talon.

Oficiais da Helix têm estado relutantes em revelar se houveram ou não outros fugitivos ou itens levados da instalação, mas fontes indicam que houveram outras violações de segurança além de Ogundimu.

Após ter escapado da instalação, Helix perdeu o rastro de Ogundimu até seu ressurgimento em Numbani, onde ele entrou em combate com os recém-introduzidos robôs de defesa OR15 no terminal Internacional Adawe, facilmente destruindo-os e reivindicando o Doomfist.

Perguntas têm sido levantadas sobre a eficácia e metodologia da Helix que nos últimos anos, tem aumentado consideravelmente seu perfil como a força de segurança mundial. Mas após um número de incidentes espalhafatosos, incluindo a violação de uma similar instalação ultrassecreta no Egito, aqueles que se opuseram ao aumento da privatização da segurança seguido do desligamento da Overwatch ficarão aflitos com o financiamento adicional da ONU para lidar com as ameaças recentes que a Helix requisitou, e tem sido garantido até então.”

Oficialmente o portador da Doomfist está solto por ai, então é uma questão de tempo para vermos o personagem como jogável em Overwatch, considerando que a Blizzard nunca revela pedaços soltos de informação sem uma agenda por trás. Cruzemos os dedos na torcida para ter Doomfist em breve!

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Ishiro Oninawa

Streamer, youtuber, agora redator da Legião. Também sou poliglota, sabendo falar português, inglês e altos nada!