Capa da Publicação

Mulher-Maravilha – Roteirista explica mudança na história de origem da heroína!

Por Ishiro Oninawa

O filme Mulher-Maravilha trará a história da princesa Diana e sua interação com o mundo além da ilha de Temiscira junto Steve Trevor, um soldado americano da Primeira Guerra Mundial.

Enquanto que na história original o encontro se passava na Segunda Guerra Mundial, a roteirista Allan Heinberg explicou o porque da modificação no período histórico da trama.

“Hoje estamos em um período muito parecido com o da Primeira Guerra, com todo esse nacionalismo e como se precisa de bem pouco para iniciar um novo conflito global.”

Quando Heinberg e o produtor Zack Snyder estavam dando seus primeiros passos na estruturação da história para o filme, a Primeira Guerra Mundial pareceu mais adequada por algumas razões.

“Foi a primeira guerra com automatização. A metralhadora era uma nova invenção. Gás foi utilizado pela primeira vez. Novos horrores eram liberados todos os dias.”

Já a diretora Patty Jenkins disse ter ficado inicialmente receosa de desviar muito da visão original de William Moulton Marston, criador da Mulher-Maravilha.

“No início eu realmente questionei tudo, pois não era a história original dela, mas rapidamente percebi a genialidade por trás das mudanças” declarou Jenkins.

“A Primeira Guerra Mundial foi o momento inicial em que a civilização como nós conhecemos estava buscando suas raízes, mas não é algo da nossa história que realmente temos conhecimento. Mesmo a maneira como estava tudo confuso, até mesmo quem teria de fato razão naquele conflito, é o que faz um paralelo realmente interessante dessa época. E então você pega uma deusa com um forte senso moral e de crença, e a solta nesse mundo, onde existem questões sobre direitos das mulheres, existe a guerra mecanizada onde muitas vezes não se vê quem se está matando. É realmente um período muito interessante.”

Confira também:

Mulher-Maravilha está em cartaz nos cinemas.

Fonte: EW

Imagem de perfil
sobre o autor Ishiro Oninawa

Streamer, youtuber, agora redator da Legião. Também sou poliglota, sabendo falar português, inglês e altos nada!