Capa da Publicação

Lúcifer 3×06 – Em Vegas com um rabanete!

Por Bia Oninawa

Estava me perguntando porque a temporada estava caminhando tão devagar, até que os leitores me lembraram de que essa temporada será mais longa que as anteriores (por sinal, obrigada por todos os comentários bacanas que tem discutido sobre os episódios de forma tão apaixonada). E isso explica muita coisa. Se fosse como nas temporadas anteriores, estaríamos chegando quase na metade dos episódios sem que nada muito grande tivesse sido desenvolvido. Mas como a promessa é que essa temporada seja maior, então ainda temos muito para ver.

E nessa semana tivemos algo muito bacana! O episódio, como sempre, foi muito divertido, mas falou um pouco mais sobre os personagens, que é o que realmente queremos ver. Com um início de temporada um pouco lento, que estava focando muito mais nos casos do que nos personagens, finalmente vimos um passinho a mais no enredo principal.

Dessa vez conhecemos mais sobre a Ella Lopez, a cientista forense que trabalha junto com Lúcifer e a Detetive Decker.

Todo mundo já adora a Ella porque ela é divertida, espontânea, nerd, inconsequente. E desde que ela comentou que preferia se manter longe de Las Vegas nós já imaginamos que ela, muito provavelmente, teria problemas com jogos de aposta. O que não deu em outra. Ela se mostrou ser uma excelente contadora de cartas -pratica proibida nos cassinos, que garantiu que a cientista fosse expulsa de boa parte deles-.

Agora uma coisa que ela comentou, que não parece ter uma saída muito óbvia ou dedução simples, é que ela adquiriu esses vícios para silenciar as vozes. Que vozes? A menos que ela seja esquizofrênica eu não consigo pensar em uma boa resposta para isso. (Por favor me diga que vocês têm alguma teoria a respeito senão vou ficar me torturando tentando encontrar uma resposta).

Outra parte muito bacana do episódio foi finalmente entender como Lúcifer acabou casado com Candy. Vários episódios atrás, ele usou a cantora para se afastar da Detetive Decker e mantê-la protegida. Mas nós nunca soubemos realmente como aquilo havia acontecido. Sabíamos que ela era uma cantora em Las Vegas, que devia um favor a Lúcifer – quem não?- e que sabia se passar por uma garota fútil e inocente mesmo sendo bem espera. Mas não havíamos visto muito mais do que isso.

Foi legal ver como eles se conheceram, como se aproximaram, entender as motivações da personagem e até gostar um pouco mais da relação dos dois.

Que bom que várias histórias tiveram a chance de serem melhor exploradas nesse episódio. E que bom que a Dr. Linda também estava de volta. Ela é ótima! A personagem consegue equilibrar tão bem a sensatez e seriedade de uma psicóloga, e ao mesmo tempo ser tão divertida e engraçada como amiga. Eu sempre sinto muita falta quando ela e Maze não aparecem. Que por sinal, Maze está muito sumida nessa temporada – POR FAVOR TRAGAM NOSSA MAZE DE VOLTA -.

As cenas do conflito da Detetive Decker foram legais. Trouxeram de volta para a trama a tensão amorosa dos dois que havia sido deixada de lado desde que Candy apareceu. A desculpa do aniversário foi bem boa para justificar porque aqueles sentimentos estavam voltando. E a cena inteira da Dra. Linda, a Detetive Decker, e o Daniel no apartamento do Lúcifer foi muito divertida de assistir.

Será que voltaremos a ter aquele clima de tensão amorosa entre os parceiros? Particularmente gostava bastante do chove e não molha da relação deles, sempre na eminencia de dar certo. É quase juvenil e inocente a relação dos dois personagens adultos, mas é tão bonitinho que não posso evitar de gostar.

Especialmente depois da cena do Lúcifer sentado na beirada da cama, falando com Decker –supostamente- adormecida, explicando onde esteve e porque mentiu. Eu sei que muita gente não gosta de como Lúcifer é retratado na série, dizendo que ele é apenas um playboy cheio de vícios, mas acho que é bacana justamente por mostrar que ele ainda é um anjo. E já foi o anjo favorito de Deus. Que ele pune as pessoas porque ele foi condenado a isso, mas que ele não é completamente mau. Gosto da nova roupagem que esse Lúcifer tem. Assim como gosto da relação que ele tem com a Detetive.

Esse episódio serviu para desenvolver muita mais do que apenas a história da Candy e da Ella. Também teve a chance de explorar um pouco da relação de Lúcifer e Decker. Foi um episódio leve e descontraído. E O Pecador não foi citado mais uma vez. Eu sei que tenho comentado isso sempre, mas não posso ser a única que está morta de curiosidade para saber mais a respeito desse cara.

E vocês, o que acharam!? Gostam de conhecer um pouco mais sobre Ella?! Gostaram de ver Lúcifer e Decker se aproximando novamente?! Não deixe de comentar e conferir tudo sobre Lúcifer bem aqui:

Imagem de perfil
sobre o autor Bia Oninawa

"Naturalmente está acontecendo dentro da sua cabeça, mas por que é que isto deveria significar que não é verdadeiro?" - Alvo Dumbledore | Twitter/ Instagram: @casamentonerd