Capa da Publicação

Lúcifer – 3×04 – O babaca no fundo é um cara legal, e não estamos falando do Lúcifer!

Por Bia Oninawa

Esse Lúcifer tentando recobrar suas raízes de maldade, chantagem e extravagancias está muito divertido de assistir. Ele volta a se colocar em situações engraçadas e inusitadas em que tenta negociar ou despertar o pior das pessoas o máximo possível. E é isso que nós esperamos ver quando estamos falando do Diabo, não é?!

Mas apesar do personagem estar realmente se destacando nas suas tentativas de voltar a ser ruim, ele não foi a coisa mais memorável do episódio. E quem diria que os devaneios perturbados da Ella estariam certos a respeito do Tenente Marcus Pierce? O Tenente babaca do seriado não é um cara tão ruim assim, e como a legista havia dito, você precisa reparar muito mais nas atitudes do personagem do que em suas palavras para compreende-lo de verdade.

Desde que ele apareceu pela primeira vez nessa temporada, nós fomos “forçados” a ver o pior dele, um cara implicante, grosso, e não trata ninguém muito bem. Mas dessa vez -além de vermos mais algumas cenas dele sendo um grosso estúpido-, também entendemos que esse é o jeito dele e que no fundo ele não é tão mal quanto aparenta ser. Especialmente na parte em que ele está explicando para a Detetive Decker sobre suas motivações e entra na frente de uma bala para protege-la (Tenho que confessar que nessa hora eu cantei “somebody save me”, mas isso parece um pouco babaca já que o cara tinha acabado de ser baleado).

E com isso, claro que a Detetive ficou preocupada com o colega de equipe, que tinha ido a campo com ela, e isso claramente também afetou Lúcifer. Acontece que quando ele chegou, e tudo já havia acabado. O assassino havia fugido. O Tenente já estava indo para o hospital. E a Detetive estava preocupada. Ele não estava ali, porque tinha saído para cumprir um de seus novos acordos. E sentiu o peso de não ter ficado por perto quando sua companheira precisou, e apesar de ele estar tentando se afastar psicologicamente dela o máximo possível desde o episódio que ele inventou que tinha um casamento, isso o acertou pesado, e o levou até o assassino. Que ele não matou apenas porque seu irmão Amenadiel o interrompeu.

Agora, vamos falar um pouquinho sobre o personagem do Amenadiel. Ele ainda parece estar meio perdido na série. Se ele não sabe qual é a motivação dele, imagine nós que estamos assistindo? Parece que os roteiristas estão tentando um pouco de tudo para encaixá-lo na série, e por enquanto não tem acertado muito. A cena dele tentando viver a vida como Lúcifer foi apenas engraçada, mas ainda não deu muito norte para qual a relevância o personagem terá, mesmo com a cena final tão cheia de sentimentos e pesada, ele ainda me parece um personagem descartável para série. Não que ele não possa vir a ser útil ou interessante mais para frente, mas agora, nesse exato momento, ao contrário de muitos outros personagens secundários bacanas que a série tem, Amenadiel está totalmente fora do lugar e ninguém sentiria muita falta se ele apenas sumisse.

O que parecia ser o grande vilão da temporada, O Pecador, tem pelo menos dois episódios que nem foi citado, fazendo parecer apenas mais um episódio solto, que não acrescentou nada na grande trama da temporada. Não foi um episódio ruim, longe disso, foi bem divertido, só não parece ter acrescentado muita coisa para a trama geral.

Mas e você, o que achou? Não deixe de comentar e conferir tudo que está acontecendo em Lúcifer bem aqui:

Imagem de perfil
sobre o autor Bia Oninawa

"Naturalmente está acontecendo dentro da sua cabeça, mas por que é que isto deveria significar que não é verdadeiro?" - Alvo Dumbledore | Twitter/ Instagram: @casamentonerd