Capa da Publicação

Legends of Tomorrow: 3×05 – O grande vilão da temporada faz sua aparição… com vampiros?!

Por Márcio Jangarélli

Nessa semana, as Lendas do Amanhã embarcaram ainda mais em seu lado “místico”, viajando para a Londres do século XIX atrás de um vampiro. Mas calma, essa não foi uma das aventuras “apenas comédia” da série.

Sem dúvidas, depois de “Phone Home”, parece que Legends pegou o jeito novamente e está alçando voo para uma ótima temporada. O episódio começa com o retorno do Rip, em Londres, na sua melhor imitação de Sherlock Holmes, investigando um ataque de vampiro. Parecia que iríamos seguir para mais um episódio insano, mas, na verdade, essa foi a abertura completa para a trama desse ano, que estava engatinhando até então. Tivemos nosso primeiro contato com o Mallus, o grande vilão, e descobrimos a identidade da encapuzada que reviveu a Kuasa.

Vamos por partes, porque existem pontos bem legais para serem explorados aqui. Falando sobre o capítulo em si, foi um equilíbrio perfeito de humor, história e drama. O Mick roubou a cena do humor, carregando a estaca para caçar vampiros o capítulo todo, enquanto o Rip, a Zari e a Sara ficaram com o drama e os outros membros foram balanceados, como sempre. Talvez o segundo ato, de introdução dos vilões, tenha sido confuso – até agora não me desceu o porquê de colocarem um Stein maligno aleatório na história – mas não prejudicou a finalização sensacional do episódio.

Foram três focos distintos nessa trama: Rip Hunter e seus problemas de confiança, que acabam destruindo tudo o que ele constrói, além de sua obsessão absurda que o faz trair até seus aliados mais próximos; um aprofundamento na história da Zari e a conexão entre o seu amuleto, o da Amaya e a encapuzada; e, por fim, quem é o tal Mallus, o grande vilão.

Oi crianço… Vamos brincar?

Isso não foi dito no episódio, mas a encapuzada foi revelada como ninguém menos que Eleanor Darhk, a filha do Damian Darhk. Ela surge no melhor estilo Eva Green em Penny Dreadful e parece ser uma emissária do Mallus. Algumas coisas interessantes sobre ela: Eleanor já apareceu no Arrowverse, com uma idade entre oito e dez anos, na 4ª temporada de Arrow. Considerando que agora a personagem parece estar na casa dos 30, é possível que ela venha da mesma época da Zari, 2042, e que tanto a história da nova heroína, quanto o futuro distópico dos metahumanos, estejam ligados a ela.

Também, pelos poderes que ela mostrou – e pela ligação com o Mallus – tudo leva a crer que sim, estamos lidando com a versão de Legends do Time Trapper, ou Senhor do Tempo em português. Ele possui várias identidades nos quadrinhos, nenhuma delas bate com esses nomes, mas existem similaridades nos poderes e na descrição do Mallus em si – uma entidade que existe no fluxo temporal e que pode controlar e dobrar o tempo a seu favor, assim conseguindo ressuscitar os vilões que surgiram até então.

Quando o Damian Darhk foi anunciado para retornar nessa temporada, confesso que fiquei com um pé atrás. Já não vimos demais do personagem? Mas esse capítulo vendeu MUITO bem o retorno do vilão e ele casa perfeitamente com a trama que está sendo construída. A cena da ressurreição, embalada com a música “Return of the Mack”, mostrando todo o lado sádico e cômico do Darhk, massacrando a Polícia do Tempo, é o motivo de Legends ser uma série tão boa.

Entre a possessão da Eleanor, que se mostrou uma ótima vilã até agora e dominou o capítulo, até o plot com o vampiro falso, a ressurreição do Darhk, a primeira “aparição” do Mallus e a prisão do Rip, esse foi um dos episódios mais malucos e sensacionais de Legends – isso tudo lotado de referências a vampiros de todos os tipos e as bizarrices de sempre da série.

Por fim, vale citar que o plot da saída do Stein está sendo bem desenvolvido. Mesmo que seja algo um tanto alheio a tudo o que está rolando, é bonitinho e triste ver a relação do Jax e do Martin chegando ao fim por um “bem maior”. O Jax explicando que sente o mesmo vazio que o Martin por conta da conexão dos dois foi genuinamente tocante.

Finalmente temos as peças do jogo reveladas e elas parecem bem promissoras. A cereja no bolo da semana foi a Sara entregando o Rip para a Polícia do Tempo, depois de tudo o que o ex-Capitão fez suas duas equipes passarem.

Alguns easter-eggs e referências do episódio:

 

Return of The Mack”, o título do episódio, é uma música do cantor de R&B Mark Morrison. É uma canção sobre um cara que foi tratado mal por uma garota que ele gostava muito, o que fez ele voltar para uma versão anterior e melhor de si mesmo, mais confiante, que faz todas as mulheres o desejarem.

Essa é uma referência para a jornada do Rip no capítulo, que abandonou a Polícia do Tempo para voltar aos seus hábitos antigos e, assim, até consegue conquistar o coração das Lendas por algum tempo – mas a gente viu como tudo acabou. Também serve para o Damian, que depois de ter caído duas vezes, voltou para o seu antigo eu mais forte que nunca.

 

Sherlock Holmes: No início do episódio, o Rip está canalizando sua melhor imitação de Sherlock Holmes nas ruas de Londres, investigando a vítima do “vampiro”.

 

Laurel: Quando a Zari está falando sobre voltar no tempo para salvar seu irmão, a Sara lembra da morte da Laurel. Não, não é coincidência ser o mesmo episódio que o Damian retorna.

 

Vampiros: Quantas referências para vampiros vocês contaram no episódio? Van Helsing, Drácula, Crepúsculo e Kristen Stewart, alho, estacas, etc.

 

Deadman: Pode ter sido intencional ou não, mas, em certo momento, o nome em inglês do Desafiador é citado. Como é um episódio todo trabalhado no sobrenatural, podemos dizer que foi intencional.

 

Mallus: E se você acha que já ouviu a voz do Mallus em algum lugar, pode ser que tenha mesmo. Inclusive, em aventuras sobre tempo e espaço. Quem está dublando o vilão é o John Noble, conhecido principalmente por seu papel como Dr. Walter Bishop em Fringe. Não sabemos se ele será a versão física do personagem, mas já nos convenceu na voz.

E você, o que achou do episódio? Eleanor Darhk e o Mallus te convenceram? Não esqueça de comentar!

Confira nossa galeria com imagens de Legends of Tomorrow:

Lançamento não encontrado.

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.