Capa da Publicação

Legends of Tomorrow: 03×04 – Alerta de inundação de nostalgia e Dominators!

Por Márcio Jangarélli

Com a referência de IT deixada no final do episódio passado, já tínhamos um indicativo de que Legends iria fundo na nostalgia em “Phone Home”. Não nos decepcionamos. O tema central do capítulo foi, obviamente, ET, quando descobrimos que o ser de olhos brilhantes que o pequeno Ray encontra no esgoto é, na verdade, um filhote de Dominion. E a série não parou aí.

Seguindo três aventuras bacanas, mas não tão memoráveis como as da segunda temporada, Legends estava precisando pegar no tranco. E foi isso que rolou aqui. “Phone Home” soube contar sua história, moderando humor, drama e desenvolvimento sem deixar ninguém perdido.

Começamos nos anos 80, com o pequeno Ray Palmer em uma instalação militar sendo ameaçado por agentes… e ele morre. Sim, senhores, Legends matou uma versão criança do Ray. Pesado né? Esse foi o gatilho para levar as Lendas para o lugar e descobrir que o menino tinha descoberto um Dominion filhote no esgoto – ainda bem que não foi o Pennywise – causando um anacronismo que leva para sua morte.

Toda a trama está no ponto dessa vez: nós vemos a Zari se aproximando da equipe e ganhando profundidade – de forma rápida, sim, mas é como Legends sempre funcionou – o Ray tem um destaque bacana que não víamos há muito tempo, o distanciamento do Stein é jogado na cara do público e trabalhado, todos os membros da equipe tem um pedacinho para chamar de seu na aventura e a série resgatou os Dominions, coisa que muita gente acreditava que ficaria enterrado lá no crossover do ano passado.

É legal ver como a Zari casou bem com a equipe, nesse aspecto mais intelectual e seco de ser. Também, foi mostrado que o planejamento para a saída do Stein está em progresso desde a temporada passada, quando o Victor Garber começou suas discussões para deixar a série. Dificilmente o personagem vai ganhar um destino diferente de junto de sua filha e neto.

Os pontos altos do capítulo ficaram para a nostalgia oitentista, que, coincidentemente ou não, veio na mesma época da segunda temporada de Stranger Things, e para os efeitos, porque refazer os Dominions e tudo mais que rolou nesse capítulo deve ter saído caro. O Ray criança também foi um ponto carismático da aventura, junto do bebê Dominion fofinho, e o final, com todas as Lendas reunidas no Halloween, incluindo a Zari em seu traje de Ísis, foi épico.

Alguns easter-eggs e referências do episódio:

 

Vários filmes foram referenciados em “Phone Home”. O principal é ET, começando pelo título, até o bebê Dominion e a missão de entregá-lo para sua mãe, que incluiu a cena sensacional das bicicletas voando na frente da Lua com o poder da Zari.

 

Também podemos citar De Volta Para o Futuro, com DeLorean; Aliens, quando a Amaya diz “get away from him you bitch” para a mãe-Dominion, que estava disfarçada dando uns pegas no Nate, uma fala similar a da Ripley para a Rainha Alien no filme; e IT, com a apresentação do bebê Dominion no episódio passado.

 

Tivemos também a primeira aparição do traje clássico da Ísis, quando a Zari surge com as Lendas no final do episódio vestida para o Halloween.

E vocês, o que acharam de “Phone Home”? Não esqueçam de comentar!

Confira nossa galeria com imagens de Legends of Tomorrow:

Lançamento não encontrado.

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.