Capa da Publicação

iZombie 3:11 – Plante expectativas e colha decepções!

Por Cristiano Rantin

Como vocês se recordam, o final do episódio da semana passada foi carregado de tensão, enquanto Ravi arriscava a própria vida para defender Don E. dos extremistas anti-zumbi e, consequentemente, o segredo de que zumbis eram reais. Tudo isso enquanto Liv e Blaine se preparavam para atacar os vilões e salvar os dois.

Levando em conta como as coisas terminaram – e as fotos promocionais de Conspiracy Weary, o episódio dessa semana – era de se esperar que tivéssemos uma sequência de tirar o fôlego envolvendo o resgate dos “mocinhos” das garras dos vilões. Talvez algo minimamente parecido com o último episódio da segunda temporada, que levou os fãs da série em uma jornada digna das melhores produções sobre o apocalipse zumbi.

Confesso que estava super animado para ver Liv deixando seu lado mais selvagem aflorar enquanto ela perseguia os extremistas, vendo também como seria sua dinâmica com Blaine – o seu grande inimigo. Tudo isso em uma jornada cheia de violência e cérebros.

Bem, nada disso aconteceu. Toda a expectativa construída ao redor do desenrolar dos eventos do último episódio é arruinada com uma conclusão apressada e confusa que dura mais ou menos uns 5 minutos.

Quando você acha que as coisas ficarão interessantes novamente – como quando Liv leva um tiro pelas costas e Blaine fica, mais uma vez, frente a frente com sua morte, as coisas são resolvidas sem muito esmero.

Os vilões fogem. Dois morrem para os soldados de Fillmore Graves – que finalmente fizeram algo de útil em toda a série, além de “se preparar” para o dia em que Zumbis se assumirão para o público – um é devorado por Don E e Harley Johns, o líder do grupo, consegue escapar aparentemente ileso de todo o caos.

Depois que tudo é resolvido, Chase Graves, o novo líder de Fillmore Graves pede que Liv ajude na investigação do caso buscando pistas sobre as armas utilizadas pelo grupo de ódio, aparentemente a mesma utilizada no ataque contra o candidato a prefeitura Baracus e ao pequeno Wally e sua família – o amigo zumbi de Cliv que morreu logo no começo da temporada.

Para encontrar o paradeiro de Harley Johns, Liv decide se aventurar pelo cérebro do irmão dele, Bo Johns, o mesmo rapaz que estava sendo devorado por Don E (e Blaine). A cena dos três zumbis reunidos para se alimentar até que foi engraçada, especialmente quando vemos que os três zumbis ficam sobre o efeito paranóico e cheio de teorias de conspiração do cérebro de Bo, incluindo uma visão tripla que eles tiveram ao mesmo tempo.

O caso avança sem muitas reviravoltas ou comédia, mas descobrimos que Harley sabia que os zumbis implantaram escutas no seu carro e, por isso, planejou diversas armadilhas na cabana que servia como quartel general para seu grupo.

Infelizmente a revelação só chega a Chase Graves quando ele já está com seus homens em campo e, ainda que ele ordene uma retirada, uma mina explode e leva junto com ela alguns zumbis para o além.

Enquanto isso, Peyton continua a investigar o caso de Weckler, o assassino da Doce Senhora Dor, descobrindo uma chave misteriosa na carteira dele e, depois de confrontar a filha dele, a convence a levá-la junto para o banco e abrir o cofre ao lado dela. A advogada consegue o cartão de memória com as filmagens feitas pela dominatrix e descobre que a filha de Weckler é uma zumbi depois que a garota tem uma visão.

Mas eis o problema nessa revelação. Ela não poderia ter uma visão engatilhada pelos cérebros que comeu, uma vez que, como vimos no último episódio, ela é alimentada pela pasta de diversos cérebros. Essa pasta, utilizada principalmente pelos soldados da Fillmore Graves, não gera visões justamente por misturar muitas mentes juntas. É claro que ela poderia ter comido um cérebro fresco em algum lugar, mas é estranho isso acontecer.

Momentos mais tarde Liv e Peyton acompanham a vitória de Baracus sobre a prefeitura da cidade, sendo o primeiro prefeito zumbi de Seattle, mas depois de assistir a morte da Doce Senhora Dor, elas levantam a teoria de que quem ordenou o ataque de Weckler na dominatrix para recuperar o cartão de memória pode ter sido o próprio Baracus que também foi filmado nos seus momentos íntimos. Será que é isso mesmo e um dos grandes vilões da temporada é o prefeito aparentemente bonzinho?

A teoria – carregada graças ao cérebro que Liv comeu – é que Baracus transformou a filha de Weckler em zumbi, usando a menina como uma moeda de troca para obrigar o homem a fazer o que ele mandasse.

Ravi, por outro lado, parece ter se recuperado muito bem dos eventos traumáticos da última semana. Em pouco tempo ele já pode ser visto flertando e tentando beijar Rachel, a moça que participava dos encontros de ódio contra zumbi e que gostaria de ver um pessoalmente.

Em pouco tempo, o legista revela toda a verdade sobre os zumbis, apenas para descobrir que Rachel o estava usando para escrever uma notícia sobre os zumbis – incluindo uma foto de Liv no modo zumbi que não poderia ter sido tirada pela fotógrafa já que naquele momento, ela estava correndo pela própria vida para fugir dos mortos vivos.

A trama de Major e sua nova amiga Shawna termina de forma trágica depois que Liv descobre – graças ao cérebro repleto de teorias de conspiração – o Tumblr da garota que é cheio de conteúdo íntimo e privado dela com Major, incluindo fotos dos dois na cama, prints de mensagens e vídeos dele cantando.

Ela se defende dizendo que fez isso para mostrar para o mundo que o Chaos Killer não era o que as pessoas pensavam, mas desde o início o interesse dela por ele era, no mínimo, suspeito. Como Major mesmo pensa, Shawna estava usando da imagem dele para ficar famosa.

Infelizmente, Major também ficou famoso graças as camisetas com a foto dos dois que começaram a ser fabricadas, com a infame piada “Tanquinho Matador” que, como era de se esperar, em nada ajudou a sociedade a parar de ver ele como uma péssima pessoa.

O caso da semana termina com Cliv e Liv encontrando Harley em um esconderijo subterrâneo na cabana. O policial confronta o rapaz sobre a morte de Wally e acaba matando o extremista depois que o mesmo o ataca.

O plot twist é que, Harley realmente não matou Wally. Como Liv viu em sua visão, no momento em que eles se preparavam para investigar a situação do garoto e sua família, os tiros que mataram os zumbis foram ouvidos.

Cliv fica arrasado ao saber que o caso ainda não acabou e que ele matou “um homem inocente” ainda que Harley não fosse nada inocente. Mas então uma nova reviravolta acontece e vemos que, talvez durante o confronto com Blaine e Liv, ele acabou sendo arranhado. O maior odiador dos zumbis de Seattle ressuscita como um morto-vivo. Como isso vai ser desenvolvido nos dois últimos episódios da temporada? Eu não faço a menor ideia, mas aposto que ele vai acabar sendo morto para “proteger” os zumbis que, graças ao artigo de Rachel estão finalmente exposto.

Será que as pessoas irão acreditar nos jornais e começar a se preparar para o apocalipse zumbi? O que será de Liv que teve sua foto exposta e teve sua identidade revelada? Descobriremos mais disso em Looking for Mr. Goodbrain, Part 1 mas já dá pra notar que nossa adorável zumbi teve que “usar uma peruca” – que na verdade é o cabelo natural da atriz – para ser mais discreta.

No episódio, Liv deve comer o cérebro de alguém do passado de Ravi o que vai fazer com que ela tenha visões um tanto quanto íntimas do seu amigo. Veja as fotos do penúltimo episódio da temporada na nossa galeria abaixo:

Imagem de perfil
sobre o autor Cristiano Rantin

Jornalista • Mestrando em Comunicação Social pela UEL • Bruxo • Twitter: @ChrisRantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"