Capa da Publicação

iZombie: 3.07 – Sobre reviravoltas com poucas consequências!

Por Cristiano Rantin

Com as reviravoltas envolvendo a cura zumbi e todo o drama ao redor de Liv, o episódio dessa semana de iZombie tinha tudo para continuar a intensidade dos dois anteriores e nos apresentar a repercussão do roubo das curas e Major dando a última cura para sua amiga.

Mas não é isso que acontece. É claro que o foco principal da série é o humor e que dois episódios com doses cavalares de drama e angústia poderia ser demais para a série, mas o fato de basicamente tudo que temos como reação de Liv é um surto de raiva passageiro e um Modo Zumbi extremamente controlado e curto, chega a ser triste.

Seu confronto com Major, Blaine e até mesmo sua tentativa de confrontar Don E. são bem rasos, muito diferente do que o esperado para alguém que teve sua única chance de voltar a ser humana e ter uma vida normal roubada.

Nem mesmo Major demonstrou muita culpa ou angústia por ter dado a cura para alguém que ele conheceu por poucos minutos, se preocupando muito mais com a sua carreira militar zumbi e como as coisas aconteceriam agora que ele não é mais um zumbi.

Mas vamos para o caso da semana. Dessa vez um professor de uma pré-escola, que apesar de ser muito gentil com as crianças era extremamente mulherengo, acaba sendo morto com uma pistola de pregos.

O resultado disso, como era de se esperar, são cenas cômicas de Liv falando como uma criança, brincando com fantoches e dizendo que seus amigos podem ser astronautas ou bombeiros se estudarem bastante.

O desenrolar do caso não tem muita emoção, mas é pontuado por bastante humor o que, na maioria das vezes, é graças a química maravilhosa que Cliv e Liv conseguem ter.

Enquanto isso temos Blaine sofrendo por amor e pela traição de Don E, que ao se aliar com o pai do ex-vilão, decidiu estragar de uma vez por todas o negócio de cérebros que ele ainda tinha. O resultado disso foi Blaine levando um tiro e sendo deixado em uma situação extremamente delicada com o capanga de seu pai.

Peyton finalmente começa a ter uma trama própria que deve mostrar os talentos da advogada. Isso porque o caso da Doce Senhora Dor, a dominatrix que filmava suas sessões de sadomasoquismo e que foi morta por isso, continua tendo reviravoltas interessantes.

O assassino confesso disse que existe algo muito maior acontecendo, sendo essa a razão para ele não entregar o cartão de memória com as filmagens da moça: Ele era a única coisa que o mantinha vivo. Infelizmente parece que o assassino estava enganado, já que ele morreu na prisão – em condições suspeitas – na mesma noite em que foi pra lá. 

Levando em conta que a trama envolvendo Peyton na segunda temporada, com o “rei do crime” completamente dissimulado conhecido como Mr Boss – envolvido em assassinatos, tráfico de armas e drogas e no sequestro de Peyton – ainda não foi concluída, tudo nos faz pensar que ainda veremos mais do vilão e seu confronto com a advogada.

Outra trama que teve um aprofundamento maior – e mais complicação – é o caso dos assassinos de zumbis que graças a um plano extremamente mal feito entre Major e seu amigo Justin. Graças aos dois, os “justiceiros” do fórum anti-zumbi tem uma prova concreta de que zumbis existem – que são perigosamente assustadores.

Justin por sua vez, demonstrou interesse romântico em Liv o que deve significar que até o fim da temporada ele vai acabar morto (isso se seguirmos o padrão estabelecido de Liv ter um namorado zumbi morto por temporada).

É estranho ver que mesmo depois da noite romântica e profunda que Major teve com Liv, nenhum dos dois se sinta mal com as investidas de Justin e o início desse relacionamento. Chega a ser um ciclo vicioso chato a maneira como os dois só querem ficar juntos quando não podem, então uma quebra nisso com Justin pode ser interessante.

Em resumo, o episódio não conseguiu trabalhar as consequências dos últimos episódios de maneira profunda, mas mesmo assim consegue entregar o humor no caso semanal e criar reviravoltas interessantes para as tramas de Blaine, Payton e da “nova ordem mundial zumbi”.

No próximo episódio Eat a Kinevel Liv e Justin dividirão um cérebro e terão alguns momentos especiais juntos, Blaine voltará a sua origem vilanesca (talvez até como zumbi) enquanto Ravi faz uma descoberta interessante. Veja as fotos na nossa galeria abaixo:

Imagem de perfil
sobre o autor Cristiano Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação Social pela UEL • Twitter: @ChrisRantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"