Capa da Publicação

iZombie: 3.06 – O drama da Amnésia chega ao fim!

Por Cristiano Rantin

O que falar desse episódio que mal conheço e já considero pacas? O que falar de Some Like It Hot Mess, alguns gostam de uma boa bagunça em tradução livre, que conseguiu – finalmente – fazer com que o arrastado drama envolvendo o triângulo amoroso entre Peyton – Ravi – Blaine fizesse sentido? Ok, vamos por partes.

Tudo começa com o caso da semana sendo apresentado – Yvone, uma garota dramática e totalmente bagunceira, que é estapeada por uma cliente depois de quase perder seu emprego devido ao atraso frequente.

Logo em seguida vemos o que aconteceu com Major depois que ele tomou a cura. Tudo indica que ele está bem, amando ser humano novamente em uma cena adorável com ele tomando sorvete – com batata chips e calda de chocolate – para celebrar o fato de que ele consegue sentir o gosto das coisas novamente. Sua memória parece intacta, o que com toda certeza é um alívio para Liv e Ravi e para todos os fãs que, assim como eu, ficaram tensos achando que ele poderia perder suas lembranças para sempre.

Liv e Clive são chamados para a cena do crime que, sem muito mistério, aponta que Yvone foi eletrocutada por um secador enquanto estava na banheira. Conhecemos um pouco mais da personagem que era, como a própria moça que dividia a casa com ela disse, uma grande bagunça. O que faz com que Clive e Liv fiquem temerosos para quais efeitos esse cérebro vai causar nela.

E isso acontece muito rápido. Tão logo nossa querida zumbi se alimenta de Yvone, podemos ver que ela ficou mais alegre e esquecida – como quando ela costurou seu celular dentro de outro cadáver.

Enquanto a investigação sobre o assassinato da moça continua – com Liv indo para o bar onde a garota costumava tocar, bebendo muita vodca para “ajudar que o barman se solte e comece a falar” e causando muita vergonha alheia – somos levados para Ravi e Major que desabafam sobre sua vida amorosa enquanto jogam videogame. Eis que tudo que temíamos acontece: Major esquece uma jogada clássica que os dois costumavam fazer. Sua memória está falhando.

Don E, o ex-capanga de Blaine que decidiu abrir um negócio com o pai do ex-vilão, recebe uma proposta tentadora de um zumbi – que ele mesmo transformou para garantir uma clientela grande para seu bar/distribuidora de cérebros. A proposta é: Um milhão de dólares pela cura.

Isso faz com que ele procure Ravi, tentando comprar uma cura por 100 mil dólares. O legista diz que a cura é imperfeita e que causa perda de memória, o que Don E rapidamente rebate dizendo que Blaine está fingindo sua perda de memória para se livrar do Mr Boss – o caso que a Peyton tava trabalhando e que ele ajudava – manter seu negócio ativo e conquistar o coração da advogada e se livrar do seu passado obscuro.

Graças ao seu novo cérebro, Liv continua esquecendo de comprar os ingredientes para criar o soro azul da memória que Ravi desenvolveu, para tentar fazer com que Major recupere suas memórias (que, em uma cena toda triste, começou a escrever cartas se despedindo das pessoas que ele amava, apenas para o caso dele esquecer elas).

O cérebro de Yvone faz com que nossa zumbi não ouça suas mensagens da caixa postal e que se esqueça de que deveria estar vigiando Major que decidiu sair para viajar – e se despedir pessoalmente de sua mãe – mas perdeu todas as suas memórias no caminho.

Enquanto isso Peyton – que ouviu a teoria de que Blaine estava fingindo sua perda de memória, além de descobrir que o ex-noivo de sua melhor amiga está perdendo suas lembranças – vai jantar com o ex-vilão e decide contar o que ficou sabendo dizendo que não ficaria brava se ele estivesse mentindo, porque essa versão boazinha é quem ele é agora.

Blaine confessa que Don E. estava certo e que ele não perdeu todas as memórias. A amnésia é total, mas apenas temporária. A advogada surta e vê que tudo não passou de uma grande mentira do vilão.

Peyton encontra Ravi e Liv que passaram a noite procurando Major sem sucesso. Ela conta que Blaine enganou todo mundo e que o ex-zumbi ficará bem no mesmo instante que Major liga para Liv contando que está bem, que se lembra de tudo e que está na casa de sua mãe.

Então Ravi, todo emocionado, pergunta de Liv está pronta para ser humana novamente.

É claro que, falando de iZombie as coisas não são tão fáceis assim e, tão logo Liv e seus amigos chegam no necrotério, descobrimos que as curas foram roubadas – possivelmente por Don E.

Alheio a todo o drama, Clive consegue resolver o caso de Yvone, descobrindo que quem matou a garota foi a gentil moça que morava com ela. É bem interessante ver que mesmo com poucas pistas e ajuda de Liv, o detetive continua sendo bom no que faz, sendo capaz de concluir um caso por conta própria.

Ravi se lembra que ainda existe uma última cura, a que ele deu para Major em caso de emergência e que “nunca foi usada”. Liv se enche de esperanças mais uma vez, apenas para ter seu coração partido de novo ao descobrir, pela boca de seu ex-noivo, que a cura não está mais com ele – e sim com a ex-zumbi suicida Natalie que só surgiu na série para atrapalhar a vida dos dois.

A melhor coisa de todo o episódio foi a capacidade dele em juntar diversas tramas secundárias e fazer com que elas se tornassem relevantes para o decorrer da história. O triângulo amoroso da Peyton, a relação de Major com Natalie, Don E. e o seu novo negócio… Todas as tramas se combinaram e fizeram com que iZombie ganhasse uma narrativa mais completa e coerente e, é claro, ainda mais dramática.

Tudo isso enquanto coloca a Peyton como a mulher inteligente que ela é, manipulando Blaine a contar a verdade, nos garante momento lindo entre Liv e seus amigos e ajuda a desenvolver ainda mais Major incluindo a trama de sua família na história – que até então nunca tinha sido explorada.

A revelação de que Blaine estava mentindo não foi nada surpreendente, na verdade era algo que todo mundo esperava desde que isso aconteceu, mas a maneira como a revelação aconteceu na série foi bacana especialmente porque agora podemos nos perguntar: Será que ele voltará a ser um vilão ou será que ele vai continuar tentando ser a melhor versão de si mesmo? Eu aposto na primeira opção.

Apesar do caso da semana ter ficado em segundo plano, a razão para isso foi bem compreensível e não afetou em nada o desenrolar do episódio.

É interessante ver que, ao que tudo indica, o caso da Dominatrix ainda não foi concluído e que algo nele está bem estranho. Talvez seja a maneira que eles encontraram de trabalhar o vilão Mr. Boss de volta na série, já que é a Peyton que está vasculhando o caso da Doce Senhora Dor. Outro ponto trabalhado na série – e que deve servir para desenvolver os novos eventos da temporada – é que Blaine criou seu Soro Azul da memória.

Mas o que vocês acharam desse episódio? Estão satisfeitos com a maneira que a história está caminhando? Comentem!

No próximo episódio Dirt Nap Time, veremos Liv e Clive trabalhando juntos para resolver o assassinato de um charmoso – e conquistador – professor. Enquanto Peyton acaba recebendo seu próprio caso especial e Blaine se encontra em uma situação bem ruim – que pelas imagens podemos desconfiar que seja o confronto dele com Liv. Veja abaixo as fotos do episódio:

iZombie é exibido toda terça-feira na CW.

Imagem de perfil
sobre o autor Cristiano Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação pela UEL • Twitter e Instagram: @Chris_Rantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"