Capa da Publicação

Dragon Ball Super: Ep. 96 – No Mundo do Vazio, começa a saga da Sobrevivência Universal!

Por Márcio Jangarélli

O grande momento chegou, meus amigos: no episódio dessa semana, os guerreiros do Universo 7 foram levados para o Mundo do Vazio, onde conheceram todos os times que participarão do Torneio de Poder.

Dragon Ball nunca foi tão excitante quanto nessa saga; esse é o movimento mais imprevisível que a história já tomou em sua longa jornada. Vamos deixar estabelecido desde agora: vocês sabem muito bem como o tempo funciona no anime, então esses 48 minutos de batalha devem ser multiplicados, no mínimo, por 10.

Para abrir esse arco tão esperado, a série não poderia apresentar uma situação melhor. Depois de vermos o perigo do embate entre Deuses da Destruição lá atrás, no arco do Universo 6, para provar o quão absurdo será o que veremos a partir de agora e testar a arena, tivemos uma luta entre três divindades: Iwne, do Universo 1, Aradi, do Universo 5, e Liquiir, do Universo 8.

Essas dimensões, juntas do Universo 12, estão salvas do Torneio, então a primeira sequência mostra os Deuses da Destruição desses Universos, seus Anjos e Kaio’s chegando para assistir o espetáculo. Vale notar alguns pontos desse encontro: diferente dos outros três, o Geene, do 12, não participou da luta-teste. Também, os Deuses acabaram empatados e, com toda sua força, só conseguiram danificar um pouquinho a arena – ou seja, ela vai aguentar todo o impacto que está por vir.

Na Terra, o Freeza se junta aos Guerreiros Z, para o desespero do Vegeta que não sabe como reagir – e isso é hilário. Os dois ainda possuem muitas coisas mal resolvidas e acredito que qualquer fã queira ver o Vegeta dando cabo do Imperador em algum momento. Torçamos para que isso esteja próximo (mesmo que ele seja um aliado por enquanto).

Chegando no Mundo do Vazio, é reforçada a ideia de que os competidores não podem voar e que a gravidade é sentida de acordo com o planeta de origem de cada um. Isso é importante para manter o jogo justo e não virar algo parecido com o início de Z, quando os Saiyajins chegam à Terra e se dão muito bem pela gravidade ser 10x menor que a de seu planeta natal. Ou, no caso, não prejudicar algum lutador com algo muito além de sua capacidade – nem todo mundo treina em gravidade aumentada em 300x, ainda que, para um Torneio desse porte, devessem.

Então é hora dos encontros que estávamos aguardando esse tempo todo. Com a chegada do Universo 6, de cara o Freeza e o Frost se notam. Era óbvio que os dois ficariam intrigados com a presença um do outro. Inclusive, como previmos, já estão nas sombras falando sobre alianças. Não dava para esperar menos, né?

Do outro lado, uma reunião de Saiyajins. Se o Freeza soubesse do que aquelas meninas são capazes, ele não estaria tão tranquilo. Como previsto, a Caulifla tem um toque Vegeta de ser ao conhecer o Goku, enquanto a Kale ficou escondida. Precisamos de mais interações entre eles – e, muito provavelmente, teremos, afinal, o Kyabe já chegou chamando o Vegeta de sensei.

Universos 6 e 7 devem trabalhar juntos em algum momento – ou algo parecido. De todos os personagens que surgiram nesse meio tempo, os do 6 foram os que mais ganharam espaço para cresceralém do 11, mas aí é outra história. Talvez, no meio da luta, as coisas fiquem meio “Jogos Vorazes” e os Universos irmãos possam sobreviver juntos? Apenas um pensamento.

Mas o mais importante vem agora: o Jiren e a Tropa do Orgulho do Universo 11 chegaram. Sabemos que as Saiyajins estão escondendo o ki e os outros membros do 6 são conhecidos, então foi foi bem interessante ver Goku e Vegeta assustados com a aparição do Cinzento. Melhor ainda foi a Caulifla não dando a mínima, o que nos leva para dois caminhos: ou ela é muito Vegeta do começo de Z, mais orgulhosa do que parece, ou ela e a Kale se transformaram em dois monstros.

A Tropa do Orgulho é uma das melhores coisas dessa saga. Eles trazem meio que aquela ideia das Forças Ginyu, com um pézinho no Super Sentaisurge até uma fumaça colorida de trás dos caras. Toppo continua todo sério, levando a justiça acima de tudo e, no momentinho que ganhamos do Jiren, deu para sentir o drama do guerreiro. Ele já lança um “Desapareça” pro Goku sem nem piscar. Quando ele resolver mostrar seus poderes de verdade, não duvido nada ser em um momento insano, tipo lutar contra um Universo inteiro sozinho. Ele parece esse tipo de cara.

Por fim, conhecemos todos os lutadores e precisamos nos atentar a alguns deles. Começando pelo 2, de onde já vimos a Brianne, que também deve ser uma personagem chave da trama, encontramos um time bem feminino e que conta com um Yardratiano! Lembra deles? Essa é a raça que o Goku conhece depois da explosão de Namekusei, lá em Z, que ensina para o protagonista o teleporte. Perigoso um deles no time e estranho. quando ele está em um Universo bem distinto do 7. Isso significa que não existe uma “exclusividade” de raças entre as dimensões?

Do Universo 3 ganhamos robôs, seres modificados e um cientista. Quem aí já quer uma luta entre esses caras e os irmãos 17 e 18? O 4, universo do Quitela, tem algum truque na manga, quando mostra 8 lutadores, mas o Tien sentiu 10. Duas presenças estão ocultas nessa equipe. Pelas imagens do próximo capítulo, eles devem ser os primeiros adversários do 7, então é bom dar atenção para esse time.

Por sua vez, o 6 trouxe quase a mesma formação do torneio passado, com a adição das Saiyajins e de um participante esquisito, que parece um porco. O Champa levou 10 lutadores, mas 2 ficaram nas sombras, o que é curioso e suspeito – o irmão do Beerus não é o Deus mais justo ou inteligente do Multiverso.

Já o 9 e o 10, outros conhecidos, trouxeram equipes que não mostraram muita firmeza. Algo me diz que o 9, pelo menos, deve ser um dos primeiros a cair fora. O 10 pode trazer surpresas, afinal possui dois participantes voadores.

Fiquemos a postos e preparados porque a batalha começa no episódio 97, dia 1º de Julho, e o início não deve se alongar muito – enquanto houverem tantos guerreiros assim, esperamos que a luta seja mais dinâmica. Depois podem começar os carões, gritos e “Vocês não viram minha forma final ainda”.

E aí, gostaram do episódio? Qual Universo parece mais f#da? E qual será o primeiro a ser apagado? Teorias sobre o destino do Torneio de Poder? Não esqueçam de comentar!

Confira na nossa galeria imagens de todos os times que participarão do Torneio de Poder (em ordem crescente):

Imagens: DB-Z

Você pode assistir os novos episódios de Dragon Ball Super todos os sábados, pela Crunchyroll. Não perca nossa review semanal todas as segundas, aqui na LH!

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.