Capa da Publicação

Dragon Ball Super Ep. 88 – Saudações ao Gohan místico e à Caulifla, a Super Saiyajin Lendária!

Por Márcio Jangarélli

Que capítulo, meus amigos! Para quem já estava contente com o episódio 88 trazendo o Gohan em sua forma mística de volta, surpresa: Dragon Ball Super deu com os dois pés no peito dos fãs, apresentando, para aumentar o hype da saga, a Caulifla, que todos estavam chamando de “Broly feminina”!

Mas vamos por partes, para não atropelar nada nesse capítulo maravilhoso. Primeiro, o foco da aventura é no Gohan e no Piccolo, enquanto os dois treinam para o Torneio de Poder. Ver a dupla em treinamento é algo que deve deixar qualquer fã de Dragon Ball feliz, mas a coisa foi melhor do que o esperado.

Simplesmente porque temos o Piccolo expondo todas as fraquezas do Gohan, para despertar o espírito guerreiro do rapaz. O mestre toca num ponto delicado, lá da Saga Z, quando o Gohan fez TODO aquele treinamento com o Kaioshin para conseguir derrotar o Boo, mas foi arrogante demais para completar a tarefa. Característica herdada do pai.

Como o próprio Piccolo coloca: Nunca baixe sua guarda antes de uma batalha acabar. Não seja arrogante a esse ponto.

Lembram do que aconteceu na última vez que o Gohan foi arrogante, né?

Assim, vemos o rapaz apanhar pra caramba e usar todo seu poder, enquanto o Piccolo mostra que realmente levou seu treinamento a sério desde o torneio com o Universo 6. Se bem que lá ele já teria derrotado o Frost se não fosse a trapaça do pseudo-Freeza, mas nada melhor que uma motivaçãozinha a mais.

Nesse meio tempo, como todos esperavam, o Gohan atinge sua forma mística, em uma montagem bem épica. Mas se você estava esperando que ia parar aí, está enganado, meu caro. No fim do episódio, o Piccolo diz acreditar que o aprendiz tem MUITO potencial para ser despertado e que eles devem continuar treinando.

Será que uma nova transformação está chegando? Não seria uma surpresa o Gohan atingir algo parecido com o Super Saiyajin 3 ou mais, além de boatos apontarem para o Piccolo ganhar uma boa evolução em suas habilidades.

Porém, o episódio não ficou parado só na dupla. Ali no meio, temos uma pequena sequência na casa da Bulma. Lá vemos o Vegeta já papai babão pela Bra, enquanto o Beerus mostra que desenvolveu um certo receio de conversar com a Bulma, o que foi hilário. Isso porque ele não conhece a Chichi direito.

E, enfim, a surpresa do capítulo – porque nem sempre Dragon Ball dá todos os spoilers nos títulos de episódio. Somos levados para o Universo 6, com o Kyabe em busca de outros Saiyajins, a mando do Champa, para o Torneio.

Ele desembarca em um planeta misterioso, onde conhecemos o Renso, ex-comandante da Força de Defesa Sadala, a companhia dos Saiyajins protetores do Universo 6. O Kyabe foi até lá na intenção de recrutar seu ex-mestre, mas o Renso não se mostrou em condições de lutar. Vale nota aqui que o Kyabe já dominou a transformação em Super Saiyajin.

Aí que vem a melhor parte: o Renso diz que não pode participar, mas que o Kyabe deve levar sua irmã, que tem um potencial gigantesco. Sim, senhores, a próxima cena mostra a Caulifla, irmã do ex-comandante Renso, e não poderia ter uma apresentação melhor para a personagem.

Cara de quem vai surrar muita gente

Tudo indica que ela, conhecida pelos fãs do anime como “Broly feminina” até então, é líder de gangue e tem um comportamento mais parecido com o dos Saiyajins do Universo 7. Mais ainda: já vimos que a moça tem a forma de Super Saiyajin Lendária e eu não poderia estar mais ansioso por um personagem no momento. Muito pouco foi mostrado da Caulifla, porém o clima de “icônica” está no ar.

Uma curiosidade: assim como os outros Saiyajins, o nome da Caulifla também é baseado em um vegetal. Vem de “cauliflower”, couve-flor em português. Isso é interessante porque é uma brincadeira com o nome do Broly, que é um trocadilho com brócolis.

Com 9 horas para o torneio, faltam 2 integrantes para a equipe do Universo 7. No próximo episódio, o Goku deve recrutar o Tenshinhan e o Mestre Kame e, pelo visto, muita gente vai pagar com a língua por duvidar dos dois – visto o que foi mostrado na promo.

Queria deixar uma discussão para vocês: com tantos personagens sensacionais sendo apresentados, vocês realmente acreditam que, no final do Torneio, os universos serão apagados? Qual a chance de uma “Crise nas Infinitas Terras” acontecer em Dragon Ball e todo o multiverso for unificado? Não esqueça de comentar!

Confira nossa galeria com imagens de Dragon Ball Super:

Você pode assistir os novos episódios de Dragon Ball Super todos os sábados, pela Crunchyroll. Não perca nossa review semanal todas as segundas, aqui na LH!

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.