Capa da Publicação

Dragon Ball Super: Ep. 104 – Tão rápido que quase nos perdemos aqui!

Por Márcio Jangarélli

Depois que vimos no promocional da semana passada que Goku e Hit se juntariam para lutar contra o Universo 11, as expectativas para o novo capítulo de DBS estavam nas alturas. Principalmente porque a produção não escondeu que o protagonista retornaria em sua forma de Super Saiyajin Deus!

Contemplando a aventura como um todo, foi um episódio bem, bem legal. Primeiro porque vimos o Dyspo lutando – aquele guerreiro do 11 que parece com o Beerus e o Champa, mas descobrimos ser mais um “coelho” que um “gato” – e os ataques dele são baseados em ultravelocidade. Nem mesmo a técnica temporal do Hit conseguiu acompanhar o inimigo de primeira, mostrando o nível do 11.

Também, não é em qualquer dia que vemos um cara tão poderoso e sério como Hit levando uma surra assim. Ele apanhou feio, mas logo começou entender o oponente, assim como na batalha contra o Goku, lá atrás, no Torneio do 6 e 7.

Obviamente, quando as coisas começaram a ficar complexas pro lado do Dyspo, outro guerreiro do 11 surgiu, já que eles estão com números muito baixos. É aí que o Goku entra, para equilibrar a batalha – e é aí que vem o problema.

Não víamos o Super Saiyajin Deus no anime desde a primeira saga, quando o protagonista usou a forma contra o Beerus. No mangá, isso é diferente – tanto que até o Vegeta usa essa forma. Inclusive, o jeito que o Super Saiyajin Deus + o Azul foram usados aqui foi o mais perto que a série chegou de como eles estão sendo usados no mangá no momento. Com tudo isso dito, do nadaliteralmente do nada – o Goku surge já transformado e ninguém nem questiona se ele ainda podia fazer essa transformação. Tipo: OI?

Na primeira vez foi o MAIOR trabalho para fazer o guerreiro atingir a forma. Claro, ele já a dominou e tudo mais, mas com três falas do Whis você consegue explicar isso e não deixa esse sentimento de estranheza no ar.

Passando esse nervoso, como era de se esperar, a parceria entre Hit e Goku foi bem bacana. Poderia ter sido mais? Talvez. Acho que não. Eles nunca lutaram juntos e não são amigos. Foi a medida certa, que terminou deixando o Universo 11 com 3 guerreiros restantes e um Dyspo bem acabado. Ainda assim, eles tem o Jiren e estão bem confiantes no lutador.

E vocês, galera, o que acharam do episódio? Não esqueçam de comentar!

Confira nossa galeria com imagens de Dragon Ball Super:

Você pode assistir os novos episódios de Dragon Ball Super todos os sábados, pela Crunchyroll. Não perca nossa review semanal todas as segundas, aqui na LH!

 

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.