Doctor Who – Assistimos à estreia da 10ª temporada ao lado de Peter Capaldi em Londres!

Capa da Publicação

Doctor Who – Assistimos à estreia da 10ª temporada ao lado de Peter Capaldi em Londres!

Por Marie Bakhuizen

E é justamente isso que visa a estreia da décima temporada, convenientemente intitulado de “The Pilot”. O episódio, que apresenta a nova companion do Doctor, Bill Potts, utiliza o fato dela desconhecer o mundo do Doutor como alicerce para apresentá-lo a plateia.

O interessante é que o episódio pode facilmente ser assistido por alguém que não conhece a serie, mas ao mesmo tempo traz elementos que fazem os fãs de longa data rirem das piadas antigas (é maior por dentro do que por fora) e darem aquele sorriso de canto de boca com os easter-eggs e referências espalhados pelo episódio.

Tudo começa com Bill Potts entrando no escritório do Doctor na St. Luke’s University Bristol, sendo apresentada por Nardole, que após sua participação no último especial de Natal, ganhou um lugar permanente nesta temporada. Claro que o Doctor tem uma entrada “triunfal”.

Ao ser questionada por que ela estava indo às aulas do Doutor, afinal ela não é aluna da Universidade, Bill explica que trabalha na lanchonete fritando batata-frita e que quando uma menina linda pedia uma porção ela sempre colocava um pouco a mais de graça, porque se interessou por ela, e o Doctor pergunta o que isso tem a ver com a pergunta que ele fez. E assim, sem mais nem menos, mencionam a sexualidade dela, de forma sutil e natural. Uma série com o impacto de Doctor Who acertou na hora de tratar do tema e mostrar representatividade nas telinhas.

O episódio nos mostra Bill cada vez mais curiosa e atenta aos acontecimentos no escritório do Doutor, mas a trama só se entrelaça mesmo quando ela conhece Heather, uma menina com uma mancha em formato de estrela no olho. As duas tem uma conexão quase que instantânea e um dia Bill a encontra cabisbaixa. Ao perguntar o que aconteceu, Heather a leva para ver uma poça d’agua e pergunta se ela consegue ver algo estranho em seu reflexo.

A partir daí começa a ficção cientifica do episódio, com direito a viagens no espaço e no tempo e o público acompanhando todas as descobertas de Bill em relação ao Doctor.

TARDIS, Daleks, sonic screwdriver, são todos apresentados à Bill e ao novo público que Doctor Who procura cativar com essa 10ª temporada.

Após a exibição do episódio, Peter Capaldi (Doctor Who), Pearl Mackie (Bill Potts), Matt Lucas (Nardole) e o showrunner Steven Moffat subiram ao palco para uma sessão de Perguntas & Respostas com os jornalistas presentes.

A conversa começou com Steven Moffat, um tanto quanto surpreso com a reação da mídia à sexualidade de Bill.

“Não sabíamos que haveria todo esse alarde. É importante não fazermos tanto alarde quanto a isso num programa de criança. Você não quer que crianças que acreditam serem normais e medianas, que gostam de pessoas do mesmo gênero, se sentirem como um caso especial.”

Peter Capaldi se mostrou um tanto quanto reservado, com seu típico humor britânico e charme de galã. Ao ser questionado sobre quem ele gostaria de ver interpretando o Doutor em sua próxima regeneração, no especial de Natal, ele respondeu que é um papel incrível e que irão fazer uma escolha excelente, independente de ser homem ou mulher, desde que seja a pessoa certa pro papel.

Doctor Who estreia no Brasil dia 16 de abril no canal SyFy.

Imagem de perfil
Marie Bakhuizen

Jornalista, correspondente internacional da Legião dos Heróis!