Capa da Publicação

Destiny – Activision reconhece que o primeiro jogo falhou em pontos importantes!

Por Ishiro Oninawa

O CEO da Activision, Eric Hirshberg, falou sobre o primeiro Destiny, em específico sobre as falhas do jogo que, mesmo tendo recebido uma ótima crítica e aceitação do público, poderia ter alcançado muito mais.

De acordo com Hirshberg, Destiny não liberou conteúdos novos em velocidade suficiente, e que Destiny 2 certamente irá melhorar nesse quesito:

“Eu não estava feliz com a cadência de produção de novos conteúdos. Nós acertamos em muitos pontos com Destiny, mas um deles certamente não foi o acompanhamento da demanda de novos conteúdos. Eu sinto que, por mais fantásticas que as DLCs tenham sido, claramente havia muito apetite do público por mais.”

Para Destiny 2, a Activision já providenciou a contratação de mais pessoal para trabalhar junto a Bungie, incluindo as equipes da High Moon e Vicarius Visions especificamente para o setor de produção de novos conteúdos.

“Isso permitirá que nós possamos manter uma linha de produção ainda mais robusta.” Declarou Hirshberg.

O CEO ainda foi bem franco ao falar da inabilidade da Bungie de lançar novos materiais para Destiny rápido o suficiente para a demanda existente:

“No passado, eu mencionei que a demanda por conteúdo para Destiny era tão massiva que superou nossa capacidade de produzi-lo. Indo adiante, junto aos nossos parceiros na Bungie, nós reunimos o que achamos ser uma abordagem muito inteligente que nos permitirá uma entrega constante de ótimo conteúdo para que os jogadores permaneçam entretidos e possamos manter esse universo vivo e em constante crescimento para a sequência do jogo.”

Destiny 2 será lançado em 6 de setembro para PS4 e Xbox One, e em 24 de outubro para PC. Confira nossa galeria e comente o que espera desse próximo título da Activision.

Fonte: Game Spot

 

Imagem de perfil
sobre o autor Ishiro Oninawa

Streamer, youtuber, agora redator da Legião. Também sou poliglota, sabendo falar português, inglês e altos nada!