Capa da Publicação

Bryan Singer fala sobre possíveis crossovers entre as novas séries e os filmes dos X-Men!

Por Gus Fiaux

Ao site, o diretor de X-Men 2 e X-Men: Dias de um Futuro Esquecido disse que podemos esperar alguns crossovers futuros com os filmes, embora isso não estivesse nos planos originais para as séries: “Eu acho que teremos alguns crossovers. Não posso falar muito sobre isso. Eu entro e saio, mas estou envolvido com esse universo há mais de vinte anos – eu assinei o contrato em 1996! Eu acho que teremos coisas individuais e crossovers. É a coisa certa a se fazer. O universo dos X-Men é tão vasto quanto todo o resto do Universo Marvel, então por que não?“.

Singer então voltou especificadamente para Legião, falando da possibilidade da série ter conexões com os filmes: “Inicialmente, os planos eram para que isso fosse algo individual. Mas isso sempre pode evoluir. Esse tipo de coisa sempre pode acontecer. Mas não era nossa intenção, no começo. Nossa intenção era fazer algo solo, tendo relação com os X-Men como um bônus para os fãs, e talvez, para criar mais descobertas no futuro“.

Logo em seguida, ele comentou sobre como o modelo televisivo era mais apropriado para as histórias que virão pela frente: “Eu tive muito sucesso na TV com House. Amo o formato e acho que está crescendo. Alguns dos melhores roteiristas atualmente estão na televisão. E você pode contar histórias em longos períodos de tempo. Não é a experiência de duas horas, mas podem ser anos de experiências. Então por que não trazer um universo tão multi-facetado como o dos X-Men e inserir nessa mídia?“.

Singer então falou sobre as diferenças entre a relação da Fox com a Marvel na TV e nos cinemas, e como isso tem ajudado na produção das séries: “Marvel Studios faz seus próprios filmes, e a Fox faz os seus, separadamente. Com a Marvel Television é diferente. A divisão televisiva deles trabalha mais junto à Fox. Atualmente, estou dirigindo uma série para a Fox, que começamos a preparar hoje. E a equipe de televisão deles trabalha conosco, o que é ótimo, pois conheço histórias e informações. Eu não posso ler todos os quadrinhos, então quero a maior quantidade de detalhes possível.

Para finalizar, ele foi questionado sobre como a sua série se compara a Legião, e foi direto ao ponto: “É diferente de Legião visualmente e é diferente dos filmes dos X-Men também. É mais sobre família. É um drama familiar. Teremos poderes, efeitos visuais e coisas do tipo, mas no seu centro, é sobre família. É uma história emocional“.

Legião estreia na próxima quarta-feira, no FX. Por sua vez, a série produzida e dirigida por Bryan Singer ainda não tem título oficial e nem data de estreia revelados.

Fonte: Mashable

 

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux