Capa da Publicação

Boruto: Ep. 22 – O retorno cheio de drama do Orochimaru!

Por Márcio Jangarélli

Dando sequência à história de Naruto Gaiden, esse foi um capítulo mais parado desse arco – mas, ainda assim, sem perder a qualidade. É aqui onde entramos no lado mais emocional da trama, quando, em busca do Shin, Sasuke e Naruto, junto das meninas, tem que ir atrás do Orochimaru para respostas – afinal, se existe mais um Uchiha no mundo, só pode ser trabalho dele. Isso permite que a Sarada encontre os membros da Taka daquela foto e, bom… digamos que o Suigetsu não foi a melhor pessoa do mundo.

Antes de falar sobre o encontro, vamos lá para a situação da Sakura. Se Boruto estava leve até agora, o anime foi forçado a pesar a mão nesse caso para mostrar o Shin matando um de seus “filhos” para fazer um transplante de órgãos para continuar vivo.

É aí que vem toda a verdade: aquelas crianças são todas clones, feitas dos dentes e nervos do vilão. Ele é obcecado pelo aprimoramento humano e acredita que a humanidade só se desenvolve através do conflito, por isso pretende reviver a Akatsuki para acabar com a paz no mundo ninja. E seus clones são meros doadores de órgãos e soldados descartáveis para ele. Imaginem uma ninja médica e mãe, que lutou na última Grande Guerra, ouvindo um lance desse.

Antes de chegar ao esconderijo do Orochimaru, vemos o Capitão Yamato, que é o responsável por vigiar o possível ex-vilão. Tá aí um exemplo de alguém que não envelheceu bem, né? Sasuke entra lá como se fosse dono do lugar, surgem Jügo e Suigetsu e, enfim, o nosso querido e icônico Sennin das Cobras, mais jovem que nuncaindicando que finalmente ele conseguiu fazer o transplante de corpo.

Nesse momento, o Orochimaru é aquele personagem cinza-escuro. Ele não é bom. Faz bastante mal. Porém, é melhor deixá-lo no canto dele porque pode ser de algum uso no futuro e se redimiu de algumas coisas.

No caso, ele não está envolvido com o Shin, mas sim, o vilão é um de seus experimentos, um rapaz que possuía um corpo que não rejeitava nenhum transplante. Foi dele que veio o braço cheio de Sharingans do Danzö, que a gente viu na luta contra o Sasuke lá em Shippuden. Por conta dos olhos, ele se tornou obcecado pelos Uchiha principalmente pelo Itachi e, bom, daí já dá para juntar as peças.

Um adendo aqui: em uma conversa rápida com o Naruto, já descobrimos também que sim, o Hokage sabe muito bem de onde o Mitsuki veio, com o Orochimaru afirmando que deve uma ao Nanadaime por conta do menino.

Em outro canto, a Sarada está tentando descobrir mais sobre sua história com o Suigetsu e o espadachim prega uma peça BEM tensa na menina. Ela pergunta da Karin e pede pro antigo colega do Sasuke fazer um teste de DNA dela com a Karin, para ela finalmente descobrir a verdade. Ele faz, mas já adiantamos aqui que não com o material genético correto, dando um resultado falso que mostra que sim, a Karin seria a mãe da Sarada.

O legal é que isso abre espaço pra uma coisa que a gente não via há algum tempo já: o Talk no Jutsu original do Naruto. Bem melhor que o do Boruto, né? Muita emoção, a Sarada resolve seguir para salvar a Sakura e todos partem no Sasanoo do Sasuke para quebrar a cara do Shin.

Capítulo bem bacana, por mais que sem ação. É legal ver esse desenvolvimento sentimental da Sarada acontecendo, principalmente depois da personagem ter ficado afastada todo o início do anime.

E aí, o que acharam? Ansiosos para a próxima semana? Não esqueçam de comentar!

Confira nossa galeria com imagens de Boruto:

Você pode assistir Boruto: Naruto Next Generations, todas as quartas-feiras, pela Crunchyroll. E não percam nossa review semanal do anime, todas as sextas, aqui na LH!

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.