Capa da Publicação

Boruto: Ep. 16-17 – As primeiras flores da Primavera Escarlate começaram a florescer!

Por Márcio Jangarélli

Vamos voltar no tempo? Segura essa mágica no jutsu. Na última semana, o capítulo foi meio fillermeio porque, bom, nada do que está rolando em Boruto até agora é cânone do mangá, né? – mas foi bacana para fechar o primeiro ciclo da história.

É uma aventura focada nos outros dois personagens originais da série, Iwabe e Denki, que devem formar uma equipe quando se formarem na Academia (acredito eu que com a Sumire).

O legal mesmo foi ver como as aulas evoluíram desde a época de Naruto, né? Os garotos estão aprendendo controle de chakra ANTES de se tornarem Gennin, enquanto o Naruto só foi saber disso um tempinho antes do Exame Chunnin. Trágico, não?

Foi bonitinho ver os dois trabalhando juntos, o Iwabe é um ninja excelente quando se trata de ninjutsu, tivemos uma participação especialíssima do HERDEIRO DA JUVENTUDE DE KONOHA EM PESSOA, Rock Lee, que deve ter feito qualquer fã de Naruto soltar um gritinho de felicidade. Tudo acabou bem no final. Filler? Sim. Mas um bom filler.

Sempre confie na JUVENTUDE, meua migo.

Já o episódio dessa semana é outra história. Ele parece um filler, mas não é. Esse é um capítulo de introdução. Estamos às vésperas da Primavera Escarlate, meus caros, mas o anime precisa construir isso para fazer sentido. De novo, reafirmo: Boruto é mais inteligente do que parece.

Um ponto chave do arco que está por vir é o relacionamento entre a Sarada e a Sakura, além da ausência do Sasuke e, querendo ou não, a ChöChö. Todos esses elementos foram apresentados nesse capítulo. É como se as primeiras flores dessa primavera estivessem desabrochando.

Pontos legais para se observar são os pequenos easter-eggs. Por exemplo, essa é uma das poucas vezes que vemos a Sarada falar de seu pai, dando início a todo o complexo da menina que logo vai se desenvolver, ou questionando, de leve, as escolhas de sua mãe. Ainda assim, para quem conhece o Sasuke, fica óbvio nas atitudes dela o quão parecida com o pai a garota é.

Outra coisa bacana é que a ChöChö fala pela primeira vez de sua mãe, a Karui da Vila da Nuvem. Isso também é algo que vai ser usado na história.

Foram dois bons capítulos, um de finalização, e um de início, abrindo alas para o que promete ser uma grande saga para Boruto – ainda que não vá contar muito com o protagonista (o que não é um problema). Um dos melhores arcos de Shippuden é focado na Sakura e isso não tira o mérito do anime. Tivemos até a Ino MAS QUE INOOOOOOOO – no episódio, levando a Sakura para onde ela teve o primeiro encontro com o Sasuke.

E aí, curtiram os dois episódios? No próximo capítulo, veremos um  flashback, com o dia de posse do Naruto como Hokage – que também foi quando a Himawari despertou o Byakugan. Garanto: será uma boa aventura.

Não esqueçam de comentar!

Confira nossa galeria de Boruto:

Você pode assistir Boruto: Naruto Next Generations, todas as quartas-feiras, pela Crunchyroll. E não percam nossa review semanal do anime, todas as sextas, aqui na LH!

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.