Capa da Publicação

Arrow: 5.18 – Uma lição sobre o tempo e as decisões que nos assombram!

Por Márcio Jangarélli

E sim, mais uma semana sem pisar na bola.

Disbanded” é uma continuação direta dos eventos do capítulo anterior, “Kapiushon“, com o Oliver retornando de sua tortura feita por Adrian Chase, traumatizado, acreditando que não merece tudo o que conquistou até agora – e que tudo o que ele toca, estraga. Já vimos isso antes? Sim. É o efeito de uma temporada de 22 episódios.

Não, não é um capítulo ruim. Vemos a aventura final do protagonista na Rússia e um embate emotivo entre ele e o Anatoli no presente, depois de tantos anos. Esse é um episódio sobre como as circunstâncias mudam com o tempo e ninguém – ninguém – é imune.

Da mesma forma que, em cinco anos, o Oliver evoluiu do monstro que era quando chegou em Starling City, o novo líder da Bratva perdeu seus ideais no caminho e se tornou algo parecido com aquele que ele mesmo condenava. Uma coisa legal de Arrow é que a série sempre está lidando com evolução, mudançamesmo que nem sempre da forma certa.

O importante aqui é ver com o Prometheus mexeu profundamente com o Oliver. Uma cicatriz psicológica é muito mais eficaz que uma física quando se trata de tortura. E foi isso que o Adrian deixou no Arqueiro.

Outro ponto importante é como a Helix está ficando mais e mais ligada à história central – assim como foi o caso da HIVE e da Liga dos Assassinos, que demoraram para engatar. Sem dúvidas, o grupo hackativista terá muita influência na sexta temporada.

Na verdade, tudo agora é sobre a sexta temporada, o que é uma jogada bem bolada da série. A Bratva parece ter finalizado seu papel, mas Anatoli deixou claro que o Oliver não é mais o americano favorito dele. Temos o Kovar renascido lá dos flashbacks; Thea tirando um tempinho para si mesma; Kord Industries aparecendo cada vez mais; Helix; É inteligente usar esse espaço gigante que a série possui, que poderia estar lotado de mais fillers, com pistas e bases do que está por vir.

Aliás, precisamos falar sobre a Kord Industries. A empresa vem aparecendo cada vez mais – só essa semana, foi usada em The Flash e em Arrow – e isso pode ser um sinal de que o Besouro Azul esteja no horizonte da CW. Sim, a Kord aparece faz algum tempo, mas a frequência aumentando.

Para quem não sabe, Kord Industries é a empresa do Ted Kord, o herói conhecido como Besouro Azul. A coisa fica ainda mais interessante se você parar pra pensar que o Team Arrow meio que representa uma versão dos Titãs da CW – e o Besouro tem sido um membro fundamental da equipe nos últimos anos, mesmo não sendo o Ted.

Por fim, é muito bacana ver como evoluíram o Curtis, depois de arrastar o personagem pela temporada toda, e como os Time Arqueiro está funcionando bem em equipe.

Não posso finalizar sem dizer o quão incômoda foi a cena final, com o Adrian quase onisciente. Tocou o celular e o cara já descobriu que ia ser preso? Por favor, né?

Mais uma semana para respirarmos tranquilos, sabendo que ainda não foi dessa vez que a quinta temporada de Arrow desandou. Estamos vencendo, galera. Agora é esperar por “Dangerous Liaisons” e os últimos quatro episódios.

Confira nossa galeria com imagens de “Disbanded”:

Arrow vai ao ar todas as quartas, pela The CW. Não perca nossa review semanal da série, todas as sextas, aqui na LH!

Imagem de perfil
Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.