Capa da Publicação

Supergirl – Produtor responde às críticas de Miley Cyrus!

Por Gus Fiaux

Em uma conferência de imprensa, Kreisberg tomou notas sobre o discurso de Miley: “A série é baseada numa propriedade pré-existente que se chama Supergirl, então nunca quisemos chamá-la de outra coisa além disso. Acho que trabalhamos arduamente, especialmente no começo da primeira temporada, para explicar esse título. Temos uma cena com a própria Kara se lamentando, perguntado por que ela não é chamada de Superwoman, e Cat explicando porque a palavra ‘girl‘ – [moça, garota] – não é ofensiva. Continuamos orgulhosos da série, de Melissa e do que ela representa. Ficamos do lado da série“.

Além disso, ele explicou que a Supergirl é uma personagem como qualquer outra no universo televisivo da DC Comics, e isso é o que a torna uma boa personagem: “Para nós, o maior detalhe feminista da série é a própria Kara, e o que ela faz toda semana, os desafios que ela enfrenta e como ela os supera tanto física quanto emocionalmente. E, para mim, isso é o principal quando temos uma protagonista feminina na TV. Não se trata de falar sobre isso, mas sim mostrá-la como uma personagem forte“,

Supergirl vai ao ar às segundas-feiras, no CW.

Fonte: Comic Book

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux