Capa da Publicação

Mel Gibson critica a violência e o desenvolvimento de personagens nos filmes da Marvel

Por Leo Gravena

Em uma recente entrevista com o The Washington Post, Gibson falou sobre o uso da violência em seus filmes, além de criticar como a Marvel usa a violência em seus filmes.

Gibson foi perguntado sobre o uso de violência gráfica em seus filmes mais populares, incluindo Coração ValenteA Paixão de Cristo, e como essa tendência de filmes mais violentos foi levada para seu novo filme. “Você tem que saber quem é quem, quem são seus protagonistas, quem está fazendo o que, qual a direção de tela você mostrará. No meio disso, você tem o que parece ser o caos. É um caos ordenado. […] Eu estou tentando mostrar o seu animal. É isso, isso é a guerra. Estou tentando fazer dela uma experiência visceral, totalmente emocional e imersiva”. 

 

O comentário deixa claro que Gibson prefere o caos brutal que a violência pode trazer, violência esta que faz com que boa parte de seus filmes seja classificado como R, semelhante ao +18 no Brasil. Ele então falou sobre ação e ela se relaciona aos filmes da Marvel Studios.

“Para falar sobre a questão da violência, olhe para qualquer filme da Marvel. Eles são mais violentos do que qualquer coisa que eu fiz, mas [em meus filmes] você liga para os personagens, o que faz com que se importem mais com eles. Isso é o que eu digo”. 

O mais novo filme da Marvel, Doutor Estranho, já está nos cinemas. Você concorda com as opiniões de Mel Gibson? Não deixe de comentar!

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor | @LeoGravena
Escrevo sobre cultura geek na internet desde 2012
"Don't look back -- the past is exactly where it belongs."