Capa da Publicação

Deadpool – Diretor fala sobre cenas cortadas do filme!

Por Márcio Jangarélli

O diretor falou sobre os desafios de trazer o Mercenário Tagarela para um universo live-action já estabelecido e disse que teve muita ajuda do produtor Simon Kinberg para balancear o humor com a seriedade dos filmes dos X-Men. Mas, seu grande desafio ficou na ilha de edição

Tinha muito material, de verdade”, e Miller teve que cortar muita coisa fora da versão final. Uma luta tem “uma versão estendida, com um pouco mais de violência do que eu gostaria”, ele disse. Tem também uma cena em um bar que teve que ser cortada, por conta de Ryan Reynolds e T.J. Miller serem pessoas muito, muito vulgares.

Aquela cena no bar era particularmente cruel e ofensiva para muitas pessoas, porque T.J. e Ryan se juntaram e escreveram uma versão dela que nós dissemos ‘Meu Deus, isso é demais até pare esse filme’. Tipo, teriam tantas pessoas sendo ofendidas com aquilo que nós não conseguimos fazer. Era apenas cruel e então eu disse, ‘Não, nós não vamos fazer isso”.

Pelo visto, essa cena pode não aparecer na “porrada de extras nos DVDs” que Reynolds disse ter quando as versões físicas forem lançadas.

Nós fizemos algo como ir para frente e para trás e começou a ficar mais e mais ofensivo”, T.J. Miller admitiu. “Ryan é um improvisador muito bom, ele é um cara muito engraçado e um dos caras mais legais do mundo. Foi um trabalho pesado”.

Era algo do tipo – ‘Parece que um caminhoneiro cagou nos seus ombros e então colou suas orelhas”, disse o ator, rindo. “Vou sentir falta de algumas dessas coisas”.

Foi um pouco pior que isso”, disse o diretor, “Ele está sendo gentil”.

É… Não esperem essa cenas cortadas nos seus DVDs ou Blu-Rays.

Deadpool, com cenas que ainda a maioria dos outros filmes de super-herói cortariam, estreia em 12 de fevereiro com classificação +18.

Fonte: ComicBook

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.