Capa da Publicação

Batman – Revelado momento chocante sobre a origem do herói nos quadrinhos!

Por Márcio Jangarélli

Atenção: Alerta de Spoilers!

Agora, com as novas histórias do Homem-Morcego pós-Rebirth, um novo capítulo da transformação de Bruce Wayne em Batman foi contado. Durante o arco “I Am Suicide” (Eu Sou Suicida – referência ao Esquadrão Suicida montado pelo herói na trama), Bruce relembra um episódio após a morte de seus pais que deve mexer um pouco com a maneira que os fãs enxergam o herói.

Traído por Selina Kyle enquanto tentava retomar o Pirata-Psíquico das mãos do Bane, o Morcego começa fazer uma reflexão sobre sua vida, lembrando que, mesmo que seus pais fossem dignos e gentis, eles também se divertiam com coisas ridículas. Rir de um cara vestido de morcego lutando contra o crime poderia estar entre elas. No fim, ele reconhece o quão estranho é o planeta estar sendo salvo incontáveis vezes por aquela criança assustada que viu seu próprio mundo desabar.

Não. Lá em cima. Olhando para nós. Tentando nos salvar. É aquela criança. É aquela pequena criança rica cujos pai e mãe foram mortos. E no lugar de ter um momento de luto, ele se ajoelhou e fez um juramento”, relembra Bruce.

Eu tinha dez anos. Eu peguei uma das lâminas de barbear do meu pai e fiquei de joelhos. Eu passei o metal no meu pulso. A lâmina rasgando friamente. O sangue na minha mão. E eu olhei pra cima. Para meus pais. Eu disse que sentia muito. Eu sentia muito”, confessou o herói.

Essa cena reflete no nome do arco, “I Am Suicide”, que agora possui duplo sentido e humaniza um pouco mais o Batman. É mais que interessante saber que, em algum momento, ele foi humano o suficiente para ficar tão assustado e sofrer tanto assim pela morte dos pais.

Isso foi mostrado em Batman #12. Confira imagens da edição na galeria abaixo:

Batman #12 já está disponível para compra.

Fonte: ComicBook

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.