Capa da Publicação

Batgirl – DC Comics cancela capa controversa feita por artista brasileiro!

Por Leo Gravena

A capa, do artista brasileiro Rafael Albuquerque, mostrava uma traumatizada Batgirl ao lado do Coringa, vestido como na aclamada história “A Piada Mortal”. Após a polêmica, Albuquerque pediu a DC que retirasse a capa.

O artista liberou uma declaração explicando sua decisão:

“Minha capa variante da Batgirl foi feita para homenagear um quadrinho que eu realmente admiro e sei que é o favorito de muitos leitores. A Piada Mortal é parte da história da Batgirl e, artisticamente, não pode evitar retratar a traumática relação entre Barbara Gordon e o Coringa.

Para mim, era apenas uma capa assustadora que trazia a tona algo do passado da personagem que eu interpretei artisticamente. Mas ficou claro que, para outros, tocou um importante nervo. Eu respeito essas opiniões e, apenas da discussão sobre se é certo ou errado, nenhuma opinião deve ser invalidada.

Minha intenção nunca foi a de machucar ou chatear ninguém com minha arte. Por essa razão, eu recomendei que a DC retirasse a capa variante. Estou muito satisfeito que a DC Comics está ouvindo minhas preocupações e não irá publicar a arte de capa em Junho como previamente anunciado.

Com todo o respeito,

Rafa.”

BG-Cv41-Joker-variant-solicitation-88c4e-31e8d-810x1229

A Piada Mortal, história na qual Albuquerque se baseou para criar a capa, mostra Barbara Gordon levando um tiro do Coringa e fica paralisada, ela é despida e o vilão tira diversas fotos dela na humilhante situação. Mesmo sendo uma importante parte da história de Barbara, muitos criticam a trama por glamourizar o ataque sexual, além de Barbara não ter nenhum destaque, além de seu abuso, na trama, com seu ataque existindo apenas no contexto do que significa para Batman e Gordon.

Para outros a capa foi ainda mais preocupante, dada a recente mudança da Batgirl, com um uniforme mais simples e que está sendo escrita de maneira jovem, brilhante e autoconsciente de seu papel como modelo para jovens garotas.

Segundo o coescritor de Batgirl, Cameron Stewart, no twitter, Albuquerque “não sofreu nenhum tipo de ameaça. Pessoas SE OPONDO a capa, sim.” O que não é uma grande surpresa, já que em oposição aos críticos, muitos defenderam o artista, que tentou retratar uma importante parte da história da personagem.

A edição está planejada para junho. A DC não deixou claro se irá haver outra capa Variante com o Coringa, porém divulgou uma declaração apoiando a decisão de Rafael Albuquerque, dizendo:

“Nós publicamos quadrinhos sobre os maiores heróis do mundo e os vilões mais terríveis que se possa imaginar. As capas variantes do Coringa para o mês de junho são uma forma de celebrar os 75 anos do personagem.

Independente de os fãs gostarem da homenagem que Rafael Albuquerque fez à Piada Mortal, ou se eles acharem que o desenho ficou inconsistente com a atual tonalidade das revistas da Batgirl, ameaças de violência e assédio são erradas e não têm espaço nos quadrinhos ou na sociedade.

Ficamos ao lado de nosso talento criativo e, a pedido de Rafael, a DC Comics não publicará esta capa da Batgirl.”

Fontes: CB e CBR

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor-Chefe | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."