Capa da Publicação

Pelo fim da guerra entre Marvel e DC

·
Por Fernando Maidana

Meu super-herói favorito não pertence a nenhuma das grandes editoras, mas eu cresci lendo e amando tanto a DC quanto a Marvel. Ainda lembro de uma festa a fantasia em que usei a roupa do Batman, mas fiz questão de carregar meus bonequinhos do Wolverine e do cabeça de teia. Eu entendo o porquê de certas pessoas preferirem uma companhia à outra, entendo perfeitamente, mas acho desnecessária a constante expressão de ódio pela DC ou pela Marvel. Quando éramos pequenos não nos importávamos com isso, por que não podemos simplesmente guardar nossos pensamentos dentro de nós mesmos e seguirmos em frente?

O que mais acho engraçado é o tempo que muitas pessoas desperdiçam somente para tentar provar seu ponto de vista. Entenda uma coisa: por mais que você demonstre seu ódio, critique, esperneie e fale mal, você não vai mudar a opinião de quem está do outro lado do computador e muito menos influenciar no que as editoras irão fazer. Você acha que a Marvel vai entrar aqui no blog, ler comentário por comentário e decidir lançar uma nova edição de Era de Ultron para alterar o final? Ou que a DC resolva atender aos pedidos desesperados dos fanboys e enviar uma carta à Warner para cancelar a nomeação de Ben Affleck como próximo Cavaleiro das Trevas? É claro que não! Decisões importantes são tomadas por uma equipe de pessoas responsáveis por trás das grandes empresas. Falar por falar é puro desperdício de tempo.

Negócios são como os esportes, as empresas vivem da competição. Tanto a Marvel quanto a DC se preocupam em ter a melhor equipe “jogando” para elas. Mesmo assim, não significa que o respeito não pode existir entre ambas. Eu acho que isso é algo que as pessoas deveriam perceber. Joss Whedon demonstrou apoio à decisão da Warner/DC de nomear Ben Affleck como novo Batman. Johnathan Nolan escreveu uma nota elogiando o trabalho de Joss Whedon em Vingadores. Percebam como há respeito entre as pessoas que trabalham para companhias rivais.

O que temos de perceber é que a competição entre as empresas nos proporciona grandes filmes, grandes histórias em quadrinhos, grandes jogos… Mas a guerra entre os fãs é um grande desperdício de tempo. Temos de ser um pouco mais como as crianças que um dia já fomos e não nos preocuparmos em defender cegamente um personagem pela marca que ele carrega, mas voltarmos nossos olhos para os heróis que gostaríamos de ser e os ideais que moldaram nosso caráter. Demonstrar sua opinião é necessário, mas de forma racional e respeitosa. Toda essa guerra entre Marvel e DC é ridícula. Ninguém vence no final. Se você é um grande fã das HQ’s, passe menos tempo discutindo e mais tempo lendo HQ’s. Reavalie suas prioridades e aprenda o que é ser um fã de verdade.

Quem é um verdadeiro fã de Histórias em Quadrinhos não se preocupa em criticar o futuro da editora rival por pura birra, mas sim, espera uma trama bem trabalhada que dê orgulho de exibir em sua prateleira de HQ’s ou filmes.

amigos para sempre lalalala

Imagem de perfil
sobre o autor Fernando Maidana

Boa piada. Todos riem. Rufam os tambores. Cortinas se fecham.