Capa da Publicação

David S. Goyer não concorda com a regra “Superman não mata” e fala sobre a Liga

·
Por Fernando Maidana

Muito se discutiu sobre o final de Homem de Aço, de Zack Snyder, no qual vemos o Superman pondo fim à vida de Zod para salvar a vida de civis inocentes. Durante uma recente discussão, o roteirista deu mais detalhes sobre o que fez. Goyer diz que a regra de que Superman não mata é levada à risca pelos escritores das HQ’s, mas pode estar presente em outras formas de narrativa, como o filme. Ele também respondeu à questão: Por que Superman simplesmente não levou Zod até a lua, ou algo assim?

“Nós sabíamos que iria gerar polêmica, não estávamos nos iludindo e nem fizemos isso para ser legal. Sentimos, no caso de Zod, que precisávamos colocar o personagem em uma situação impossível em que ele precisasse fazer uma escolha improvável. Essa é uma regra, e eu já escrevi histórias em quadrinho antes e discordei de meus amigos escritores em diversas ocasiões que não está implícita na narrativa, os autores a admitem como verdade e a seguem como se fizesse parte da mitologia do herói. Quando se escreve uma história para a televisão ou cinema não deve-se prender a regras que nem mesmo existem. A situação era ou Zod é morto ou continuará matando todo mundo na Terra. No nosso filme, Superman não pode voar até a lua, ele ainda não tem experiência. Esse é o começo de sua história que será desenvolvida nos outros filmes. Ele é o Superman, as pessoas o idolatram e ele tem de corresponder a essa admiração.”

Goyer também foi questionado sobre estar escrevendo o tão aguardado filme da Liga da Justiça:
“Pode ser que sim… Não posso dizer.”

O que vocês acham? Concordam com o roteirista ou acreditam que o Homem de Aço passou do limites? E quanto a liga, será que Goyer será o responsável por dar vida ao grupo de Super-heróis da DC? Comentem abaixo!

Fonte: CBM

Imagem de perfil
sobre o autor Fernando Maidana

Boa piada. Todos riem. Rufam os tambores. Cortinas se fecham.