Capa da Publicação

25 momentos mais épicos dos filmes do Batman

Por Felipe Lima

IGN decidiu listar os 25 momentos mais épicos, englobando todos os filmes do Batman. A lista, reproduzida abaixo, é a mesma que a IGN criou e não representa necessariamente a verdade absoluta.

25. Uma Lenda, Mr. Wayne (Batman Begins)

Todos sabemos que a morte dos pais de Bruce Wayne o deixou no meio do caminho para lutar contra a injustiça, mas foi Ra’s al Ghul (interpretado por Liam Neeson em Batman Begins) que plantou a verdadeira semente dentro do personagem. “Se você se tornar mais do que um simples homem, se você se dedicar a um ideal e se eles não puderem parar você, então você se torna algo totalmente diferente…. uma lenda, Mr. Wayne.

24. “Então é assim que se sente…” (Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge)

Batman finalmente provou o amargo sabor de simplesmente sumir no meio de uma conversa. Em uma discussão com Selina Kyle, a Mulher Gato, Batman se distrai por alguns segundos e ao voltar os olhos percebe que ela simplesmente sumiu. Com um olhar “triste”, Batman solta”Então é assim que se sente…”. A piada foi ótima, principalmente porque Batman não perde a pose em nenhum momento.

23. A BatCaverna é uma Charada (Batman Forever)

Apesar de ter dado um tom muito humorista ao Charada, Jim Carrey entra na lista por uma épica cena em Batman Forever. Ao obter o código de acesso a BatCaverna, Charada simplesmente destroi o esconderijo do homem morcego ao melhor estilo “O Máscara”.

22. O video caseiro do Coringa (Batman: O Cavaleiro das Trevas)

A primeira das muitas cenas do Coringa de Ledger que estarão nesta lista. O vídeo caseiro feito pelo Coringa em Batman: O Cavaleiro das Trevas, mostra um desconhecido vestido de Batman amarrado em cordas e Coringa o ameaçando. A atuação de Ledger neste curto vídeo é impecável.

21. “Pelo menos me diga o seu nome…” (Batman Begins)

Batman não conta para ninguém a sua verdadeira identidade (apesar de no final de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge muita gente descobrir), mas o momento que Batman responde a pergunta de “Pelo menos me diga o seu nome…” feita por Rachel Dawes em Batman Begins, é um dos mais épicos do filme. Batman responde: “Não é que sou por debaixo, mas o que eu faço que me define”, criando um momento de tensão no ar onde podemos ler o pensamento de Rachel: “É o Bruce Wayne”.

20. Morcegos (Batman Begins)

A cena de Batman Begins que se passam em Arkham Asylum é para ser lembrada por muito tempo, principalmente pelos jogadores. Ao ativar o seu sonar, Batman atrai uma infinidade de morcegos e o resultado você assiste abaixo…

19. The Penguin’s last act (Batman Returns)

Oswald Cobblepot, mais conhecido como Pinguim, não participou da última trilogia de Batman, mas nem por isso podemos esquecer de sua participação em Batman Returns. Na cena, Pinguim praticamente resurge da morte para dizer a sua última frase: “Eu o mataria, mas antes, eu poderia tomar um drink de água gelada”.

18. “Santa Sardinha!” (Batman: The Movie)

Essa é para os tiozões de plantão, que vão lembrar da cena em que Batman sai do oceano com um tubarão pendurado na escada de apoio. É ai que Robin me solta: “Santa Sardinha!”. A cena chega a ser patética, quando vista hoje em dia, mas nem por isso não merece estar na lista.

17. Entrada Épica (Batman Forever)

Aos gritos de “Batman! Ehhhh!”, Val Kilmer destroi o teto de uma boate em uma das entradas mais épicas do super-herói.

16. O lado negro do morcego (Batman Begins)

Em Batman Begins, um dos momentos mais marcantes acontece quando Scarecrow prova de seu próprio veneno e começa a alucinar. A figura do Batman criada dentro de sua cabeça é incrível…

15. Assalto ao Banco (Batman: O Cavaleiro das Trevas)

A primeira cena de Batman: O Cavaleiro das Trevas é a introdução de Ledger no papel de Coringa. A cena foi meticulosamente filmada para mostrar o real sentimento e loucura do personagem que no final fala: “Aquilo que não te mata, te fortalece”.

14. Batman contra Bane (Batman: O Cavaleiro das Trevas)

A primeira luta entre Batman e Bane, claramente muito mais forte e ágil, é um dos melhores momentos do filme. Batman não é adversário para Bane que praticamente o destroi sob os olhares arrependidos da Mulher Gato, que preparou a armadilha para o homem morcego. Este é o ponto chave no filme, que fará com que Batman cumpra o que o título diz: “Ressurge”.

 13. Coringa vs BatAsa (Batman)

“Qual é a sua…. seu filho da puta… venha para mim”. A frase de Coringa, interpretado por Jack Nicholson, apenas abre a cena em que o vilão luta contra o herói em seu “helicóptero”, “avião”, ou simplesmente “BatAsa”.

12. Bruce em sua essência (Batman: Mask Of The Phantasm)

O filme animado de Batman escrito por Paul Dini é facilmente comparável com as séries de Nolan e Burton, mostrando como Bruce Wayne luta contra o seu próprio alter-ego. O momentos onde podemos ver Bruce mais vulnerável é quando ele visita o cemitério onde estão seus pais e diz: “Eu não esperava ser feliz”. Este é o verdadeiro Bruce, destroçado pela morte dos amados.

11. O Morcego (Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge)

Lucius Fox trouxe nos últimos três filmes da série diversos equipamentos, mas nenhum se compara ao Morcego, de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge. O “helicóptero” é importante em diversos momentos do filme, mas o mais marcante deles é quando a Mulher Gato pega uma carona com Batman e diz: “Eu normalmente não entro no carro dos outros”. Com o ego estufado, Batman responde: “Isso não é um carro”.

10. O caminhão capotando (Batman: O Cavaleiro das Trevas)

A perseguição presente em Batman: O Cavaleiro das Trevas é incrível e cheia de ação. Enquanto o caminhão da SWAT leva Harvey Dent, o Coringa está com seus capangas atirando todos os tipos de arma e Batman em seu super carro utiliza um míssel para explodir e fazer capotar um enorme caminhão que estava atrapalhando o seu caminho.

9. Mulher Gato mata Max Shreck (Batman Returns)

Apesar do Coringa dizer que: “Se for para morrer, que seja com um sorriso”, é Max Shreck, personagem de Christopher Walken, que realmente morre com um sorriso na cara. Apesar de ter atirado uma dezena de vezes contra a Mulher Gato, a fantástica Michelle Pfeiffer consegue acabar com a vida de Shreck.

8. “JURE PARA MIM!” (Batman Begins)

O interrogatório de Batman com sua Batvoz em Batman Begins é simplesmente fantástico. Ao pegar a sua vitma e pendurá-la no alto de um prédio de ponta cabeça, o homem morcego grita “Onde as drogas estão sendo levadas? “, a resposta: “Eu não sei, juro por Deus”, abre o precedente para a contra-resposta “JURE PARA MIM”. Honestamente, eu juraria…

7. O nascimento do Coringa (Batman)

Ledger eternizou o Coringa, mas a cena onde Jack Nicholson se enxerga pela primeira vez como o personagem é uma das mais marcantes do personagem. A sua reação, marcada por risadas, surpreende a todos.

6. A lambida da Mulher Gato (Batman Returns)

A lambida da Mulher Gato de Michelle Pfeiffer no Batman dispensa qualquer comentário. Só de pensar da arrepios.

5. De herói a vilão! (Batman: O Cavaleiro das Trevas)

A cena em que Batman se sacrifica para manter a imagem de Harvey Dent e a paz em Gothan City em Batman: O Cavaleiro das Trevas é o momento chave para tudo o que acontecerá em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Antes tido como herói, Batman se torna vilão.

4. “Eu sou o Batman” (Batman)

“Não me mate cara… Por favor não me mate”. Sob domínio do homem morcego o inimigo implora por sua vida e a resposta é simples e direta: “Não vou te matar, apenas avise aos seus amigos quem eu sou…. EU SOU O BATMAN”

3. “Quer ver um truque de mágica?” (Batman: O Cavaleiro das Trevas)

Talvez esta cena seja o melhor exemplo para entender o senso de humor do Coringa e ver a excelente interpretação de Ledger. Em uma sala cheia de bandidos, ele pergunta: “Vocês querem ver uma mágica?” e ao mesmo tempo finca um lápis sob a mesa de madeira. Irritado, um dos bandidos parte para cima do Coringa que em menos de um segundo acaba com sua vida apenas enfiando a sua cabeça no lápis, fazendo ele sumir. A mágica é apresentada e os demais bandidos começam a respeitas o Coringa.

2. O Final (Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge)

Mesmo sabendo que são os momentos finais da trilogia criada por Nolan, os últimos minutos de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge é o segundo melhor momento do homem morcego nas telonas em toda a sua história. São diversas reviravoltas que acontecem em poucos minutos, primeiro com Alfred chorando a morte de Bruce Wayne ( “Eu falhei”), em seguida Fox descobrindo que o sistema de piloto automático do “Morcego” havia sido fixado por Bruce Wayne, depois com Alfred meses depois em Florença, na Italia, vendo um Bruce Wayne muito vivo e ao lado de Selina e finalizando de forma épica e inesquecível com John Blake, também conhecido como Robin, descobrindo a Caverna do Batman. É um final extremamente satisfatório para uma trilogia perfeita, que ainda nos dá a luz que um filme com o Robin possa existir.

1. O interrogatório (Batman: O Cavaleiro das Trevas)

O final da trilogia é realmente fantástica e provavelmente seria o melhor momento do Batman em todos os tempos. Mas, o interrogatório entre Batman e Coringa em Batman: O Cavaleiro das Trevas é algo totalmente fora do normal. A cena, marcada pela incrível interpretação de Ledger (que o rendeu um Oscar), não é apenas a mais incrível da história do Batman nos cinemas, mas também a melhor de um filme de super-heróis e porque não uma das melhores da história de Hollywood. É a típica cena que pode ser vista, revista e novamente vista. Representa tudo que o Coringa é para o Batman e o que o Batman é para o Coringa, é algo que mostraremos para nossos filhos e netos, mesmo que pareça antigo como a cena do tubarão.

Fonte: Actions&Comics
Imagem de perfil
sobre o autor Felipe Lima

Apaixonado por música, viciado em internet, cinema, Tony Hawk Pro Skater, The King of Fighters e Cuphead. Colecionador de Funko e action figures em geral.