Capa da Publicação

Teoria transforma o Coringa no verdadeiro herói de ‘Batman: O Cavaleiro das Trevas’!

Por Felipe de Lima

Só pra deixar claro, não fui eu quem bolei essa teoria. Contudo, é bem legal ver esse outro lado da história que o fã criou.

Texto originalmente publicado no site Reddit pelo usuário Generalzee.

Imagem de capa do item

"Eu verifiquei brevemente a história fazendo algumas pesquisas e não vi nada parecido com isso, mas peço desculpas caso alguém já tenha feito uma teoria semelhante." - Generalzee, no Reddit.

O Coringa, embora ainda que um psicopata, na verdade é o herói do filme "O Cavaleiro das Trevas". Antes dele, Gotham estava uma bagunça. Bairros inteiros da cidade foram fechados devido a loucura, o crime organizado corria solto, e a maioria dos funcionários importantes da cidade foram vorazmente corrompidos. A cidade, em sua suplica desesperada, tolerava um vigilante renegado que corria por aí vestindo uma roupa de borracha.

Imagem de capa do item

Junto a isso veio o Coringa, e ao final de um curto período de tempo quase todo o crime organizado foi eliminado, e muitos funcionários corruptos foram presos ou mortos. Então, o tal vigilante da cidade se escondeu por oito anos. Tudo parte do plano magistralmente executado do Coringa.

Imagem de capa do item

Todos devem perceber que o Coringa, apesar de sua alegação contrária, realmente foi "O homem com o plano" ao longo de todo o filme. A primeira coisa que vemos o Palhaço Príncipe do Crime fazer é roubar um banco controlado pela máfia, eliminando toda a equipe de ladrões especializado na prática que ajudaram a retirar o dinheiro.

Claro, o roubo não era sobre o dinheiro, era sobre fazer Lau sair do esconderijo, de preferência junto com o dinheiro de todas as principais famílias criminosas de Gotham.

Imagem de capa do item

Isso funciona muito bem, e como o Coringa prevê, Batman vai até Hong Kong para "extraditar" Lau. Agora Lau está em um local seguro onde o Coringa pode, surpreendentemente, ter acesso a ele com facilidade. Este fato é, obviamente, apenas parte do enredo do filme, mas o Coringa é um jogador incrível; assassinando criminosos chave e funcionários corruptos que poderiam ajudar a esconder os "peixes grandes".

Harvey Dent realmente defende o isolamento desses homens afim de limpar as ruas encarcerando todos os "peixes pequenos", mas o Coringa sabe que isso não é uma solução a longo prazo.

Imagem de capa do item

Neste ponto, restaram apenas três homens lutando pela "alma" de Gotham, mas Dent e Wayne são simplesmente marionetes do plano maior do Coringa. E isso se estende até mesmo às ameaças de explodir um hospital. Com a ajuda inconsciente de Batman e Gordon, o Palhaço se livra de policiais corruptos. E Harvey Dent até mata alguns deles mais tarde.

A promoção de Gordon também foi de grande serviço para Gotham. E, apesar das palmas sarcásticas, o Coringa acreditava em Gordon, um dos poucos policiais que eram verdadeiramente incorruptíveis.

Imagem de capa do item

Agora o Coringa tem o caminho livre para resolver o problema do Crime Organizado e dos funcionários corruptos. Mas o Vigilante ainda está a solta. Como vimos no início do filme, o Batman estava inspirando outros mascarados, e uma sociedade não pode prosperar quando cada homem decide fazer sua própria justiça.

Este símbolo desenfreado de medo e vingança precisa ser interrompido, mas não morto. Se ele fosse morto, seria apenas um mártir, e seu símbolo iria viver. Sendo assim, Dent era um símbolo muito melhor para a cidade, um mártir melhor.

Imagem de capa do item

O Coringa queria que Harvey sentisse a dor da morte de Rachel, e é por isso que ele fala propositadamente para o Batman ir ao endereço errado. Ele sabe o efeito psicológico que a morte da Rachel faria em Harvey, o que deixaria o Batman sem escolha a não ser matar o Duas-Caras.

Isso corrompe o Batman e faz dele o vilão, o verdadeiro vilão, do tipo que abandona seus próprios princípios. O Vigilante agora não tem escolha senão desaparecer, deixando sua memória desvanecer-se como uma lenda urbana.

Imagem de capa do item

Quando vamos ao próximo filme onde um Bruce Wayne derrotado se aposentou há oito anos. A cidade está segura e pacífica, e não precisa de Vigilante Mascarado para mantê-la nos eixos. O Coringa mostrou ao Batman os erros em sua trajetória, mas fez isso de uma maneira devastadora.

Imagem de capa do item

O clímax do filme, com os dois barcos, só serviu para provar à população de Gotham que eles não iriam se voltar uns contra os outros. O Coringa provou que havia bondade até mesmo no mais desprezível dos detentos da cidade.

Imagem de capa do item

No fim, Gotham fica limpa. Mas não foi por causa de Harvey, que morreu cedo demais para se redimir - exceto por ser o mártir. E não foi por causa do Batman - condenado ao ostracismo e tratado por oito anos como o criminoso que realmente é. A cidade estava segura porque o Coringa havia limpado as ruas. Ele eliminou os policiais corruptos, ele destruiu o crime organizado, ele exaltou o espírito de Gotham e se livrou da praga voadora que vinha corrompendo a cidade desde que se autodeclarou seu protetor.

Mas e quanto a vocês leitores, acreditam que o Coringa é o herói que Gotham precisa? Ou acham que a teoria é apenas balela? Não se esqueçam de comentar!

Texto originalmente publicado no site Reddit pelo usuário Generalzee.

Imagem de perfil
Felipe de Lima

Pelo poder da verdade, eu, enquanto vivo, conquistei o universo. Me segue no twitter @tearsgodown