Capa da Publicação

Os 10 maiores problemas sobre os X-Men que ninguém quer admitir!

Por Felipe de Lima

Isso gera uma grande quantidade de problemas que interferem na qualidade e aproveitamento dos mutantes, seja na TV, cinema, ou nos quadrinhos.

Confira os 10 maiores problemas sobre os X-Men que ninguém que admitir!

 

Imagem de capa do item

A Marvel não sabe trabalhar a relação dos X-Men com outros heróis

Nos anos 60, a ideia de crossovers era explorada de um jeito muito diferente do qual estamos acostumados. Naquela época, as conexões entre os diferentes títulos eram rasas e não precisavam estar evidentes o tempo todo. Não havia a necessidade de que algo que acontecesse no gibi dos X-Men acabasse influenciando os Vingadores.

Disso nasceu um grande problema para as histórias dos mutantes. Eles são heróis, mas são oprimidos e subjugados, enquanto os outros personagens da Marvel são constantemente ovacionados e aclamados pelos seres humanos. É um furo que permeia durante anos e dificilmente será consertado, o que nos leva a outra questão.

Imagem de capa do item

Os mutantes estão se dissolvendo

Na nova fase da Marvel, a editora vem tentando resolver o problema da relação entre os mutantes e o restante dos heróis fazendo com que diversos personagens adorados pelos fãs sigam por outras direções.

Por exemplo, Magik está começando a ter uma abordagem muito mais mística; o Fera está com os Inumanos; Kitty Pryde se tornou a "Senhora das Estrelas" e integra os Guardiões da Galáxia; e o Roberto da Costa, que há tempos foi para os Vingadores, agora é chefe da IMA e comanda os Novos Vingadores.

É como se o lado mutante desses personagens se tornasse algo secundário. Estaria a humanidade finalmente deixando de odiar os mutantes? De qualquer forma, isso deve se desenrolar no futuro.

Imagem de capa do item

Existe um descaso da Marvel com as novas histórias dos X-Men

A Marvel também tem mostrado um descaso tremendo com as histórias dos mutantes, e as equipes criativas por trás das revistas são as mais criticadas pelos fãs atualmente.

É de conhecimento geral as denuncias contra Greg Land e a Marvel decidiu coloca-lo como o artista no carro-chefe dos X-Men. Não é a toa que os fãs promovem boicote a todos os títulos nos quais ele trabalha.

Imagem de capa do item

Os personagens são subvalorizados

Algo muito comum nas histórias dos X-Men é a introdução de personagens de extrema importância que logo em seguida são descartados.

Os Vingadores têm apresentado novos heróis que aos poucos são trabalhados para aparecerem em outras equipes e, dependendo do sucesso, podem até ganhar novas séries. Enquanto isso, os novos personagens relacionados aos X-Men acabam indo para o famigerado limbo editorial.

Imagem de capa do item

A Marvel não sabe rotacionar os X-Men

É um circulo vicioso que funciona da seguinte forma: Um novo personagem é introduzido, é revelado que ele é de grande importância, ele ganha destaque e, em seguida, simplesmente desaparece.

Aconteceu com a Pixie - que por muitos era considerada a "nova Kitty Pryde", porém, ela foi substituída pela Armadura nesse papel, que foi substituída pela Idie, que foi substituída pela Eva Bell. E estes são apenas os exemplos mais recentes. A realidade é que a Marvel não sabe rotacionar ou utilizar os personagens menores corretamente quando se trata de X-Men.

Imagem de capa do item

Eles têm um grande problema com romance

Alguns casais, como Kitty e Colossus, são ótimas representações de relacionamentos nos quadrinhos. Outros são um pouco mais exagerados como, por exemplo, Magneto e Vampira, mas tem alguns que simplesmente não fazem sentido nenhum.

Não faz muito tempo que foi atendido o pedido de vários fãs e Wolverine e Tempestade finalmente se pegarem. Não é necessariamente um problema fazer esse tipo de coisa, mas convenhamos: se é pra fazer, que no mínimo seja uma boa história. Caso contrário, esses relacionamentos acabam diminuindo o papel dos personagens envolvidos, exagerando na dose melodramática.

Imagem de capa do item

Não dá pra entender a cronologia

Vocês acham que as linhas do tempo dos X-Men no cinema são um problema? Esperem pra ver isso organizado nos quadrinhos, nunca vai acontecer, porque é impossível.

Os quadrinhos são duramente afetados por uma cronologia cheia de furos e erros, isso sem mencionar as terras paralelas, viagens no tempo, futuros alternativos, retcons, entre outras coisas bizarras. É como resolver o quebra cabeça mais complicado do mundo e nunca conseguir, obviamente.

Imagem de capa do item

Os vilões são repetitivos

O grande problema com os vilões dos X-Men é a repetição. Existem os vilões que odeiam os humanos, os vilões que odeiam os mutantes e os vilões que querem que passar por cima dos dois para alcançar seu objetivo.

O problema é que isso já não tem mais impacto. Basicamente são vilões inspirados pelo Apocalipse lutando pela sobrevivência do mais forte e sempre perdendo; vilões inspirados pelo Magneto que só desejam causar um genocídio humano; e vilões inspirados pelo Stryker que só desejam causar um genocídio mutante.

Isso sem mencionar as sub-tramas envolvendo mutantes contra mutantes e conflitos/disputas pessoais que só servem pra encher linguiça.

Imagem de capa do item

O sucesso dos X-Men no cinema é um problema para a Marvel

A primeira grande franquia de super heróis da Marvel no cinema foi os X-Men. O primeiro filme foi um louvável início para tudo que conhecemos hoje nos cinemas quando se trata de quadrinhos. O segundo trouxe uma melhoria estratosférica. Mas a partir do terceiro, as coisas desandaram.

A franquia surgiu em uma época na qual o conceito de Universo Cinematográfico ainda era muito bruto, e conforme as coisas foram avançando, vários buracos ficaram pelo caminho. Para consertar todos os furos na linha do tempo que foram criados por X-Men Origens: Wolverine e X-Men: Primeira Classe foi necessário o soft reboot que veio com X-Men: Dias de um Futuro Esquecido. Com isso, duas linhas do tempo distintas foram criadas, e agora uma nova leva de histórias para os X-Men da FOX pode surgir.

Entretanto, a Marvel Studios quer adquirir os diretos dos mutantes, e o sucesso desses personagens no cinema é visto como um problema, o que levou a editora a promover um boicote mascarado.

--

Falando sobre a cronologia dos X-Men no cinema, eu fiz uma linha do tempo detalhada explicando todos os eventos. É só clicar aqui!

Imagem de capa do item

Existe um boicote mascarado

É bem claro que existe um grande esquema para ir enfraquecendo a imagem dos X-Men. Os maiores exemplos disso são Ciclope e Emma Frost, que mesmo possuindo uma base de fãs gigantesca, estão sumidos na Nova Marvel. Algo parecido acontece com a Vampira, que apesar de ser uma das mutantes mais populares, tornou-se oficialmente uma Vingadora e não faz parte de nenhuma equipe atual dos X-Men.

Como eu disse no item anterior, a Marvel quer os direitos cinematográficos dos X-Men, mas para isso é necessário que os leitores e espectadores percam o interesse na equipe, que a essência dela seja dissipada, e que os personagens sejam jogados no limbo.

É um plano em longo prazo para que a imagem dos X-Men no cinema seja afetada e cada vez menos cultuada pelos fãs. É uma forma desleal de trazer a equipe “de volta para casa”.

Imagem de perfil
Felipe de Lima

Pelo poder da verdade, eu, enquanto vivo, conquistei o universo. Me segue no twitter @tearsgodown