Capa da Publicação

As 10 melhores “famílias heroicas” dos quadrinhos!

Por Gus Fiaux

Nos quadrinhos, nós ficamos acostumados com a ideia de “famílias heroicas” – ou seja, quando um herói acaba agregando alguns assistentes e coadjuvantes, transformando-os em sua equipe tática. E é por isso que resolvemos elencar as 10 melhores famílias heroicas das HQs.

Para esta lista, não estamos contando necessariamente famílias que compartilham laços consanguíneos. A ideia é que os heróis sejam derivados de um “patriarca” ou “matriarca” original. Também não estamos levando em conta equipes heroicas, como o Quarteto Fantástico ou a Tropa dos Lanternas Verdes.

Créditos: Divulgação

Imagem de capa do item

Família Gama

Encabeçando a lista, começamos por uma equipe que chegou a ter seu próprio título. O Hulk sempre foi um personagem solitário e isolado, mas tudo mudou com a chegada de novos amigos. A primeira delas foi a Mulher-Hulk, que logo se estabeleceu como a "prima bem-humorada".

No entanto, aos poucos, outros personagens foram se juntando - especialmente após as sagas Planeta Hulk e Hulk Contra o Mundo. Assim, tivemos a presença do Bomba-A, do Hulk Vermelho, da Mulher-Hulk Vermelha e até o filho de Bruce Banner, Skaar.

Imagem de capa do item

Os Wolverines

Ainda na Casa das Ideias, não podemos nos esquecer de Logan Howlett, o Wolverine, que aos poucos foi mostrando seu domínio além dos X-Men. Sua presença hoje pode ser sentida não apenas com a violência de suas garras, mas também com seus herdeiros.

A X-23 surgiu para ficar, e chegou a tomar o manto do herói por um tempo. Outro filho de Logan que deu o que falar foi Daken, assumindo uma postura mais violenta e vilanesca. Mais recentemente, os quadrinhos deram boas-vindas ao Velho Logan, o Wolverine de um futuro distópico.

Imagem de capa do item

Família-Formiga

Dentro dos Vingadores originais, nenhum herói conseguiu construir um legado tão duradouro quanto Hank Pym. Além de se transformar no Homem-Formiga e construir um traje especial para sua esposa, que se tornou a Vespa, ele se tornou o primeiro em uma grande linhagem.

Posteriormente, Scott Lang e Eric O'Grady também assumiram o manto do Homem-Formiga - enquanto ele assumia novos nomes, como Gigante e Jaqueta Amarela. Aos poucos, essa família foi ficando ainda mais complexa com a chegada de outros personagens, como Estatura e a nova Vespa.

Imagem de capa do item

Família Mar-Vell

Muito antes de Carol Danvers assumir o papel de Capitã Marvel, o dono do manto era Mar-Vell, um Kree que acabou se tornando um herói na Terra, enfrentando ameaças como Thanos e os Skrulls. No entanto, ele não foi o único a batalhar.

Nos quadrinhos, tivemos tanto personagens que assumiram o legado do herói - como a própria Carol Danvers ou Monica Rambeau -, como também os filhos do herói, como Quasar, Fóton e Hulkling. Além disso, podemos considerar a nova Miss Marvel parte da família, por sua relação com Carol.

Imagem de capa do item

Família Marvel

Pulando de uma editora para a outra, não podemos nos esquecer da Família Marvel - derivados do Capitão Marvel original (ou Shazam, se preferir). Basicamente, eles são empoderados pelas dádivas místicas que dão os mesmos poderes a Billy Batson.

O interessante aqui é que os agregados são todos amigos que Billy conheceu em sua vida, seja no orfanato ou posteriormente. Juntos, eles usam a sabedoria de Salomão, a força de Hércules, a durabilidade Atlas, o poder de Zeus, a coragem de Aquiles e a velocidade de Mercúrio para derrotar seus inimigos.

Imagem de capa do item

Sentinelas da Liberdade

O Capitão América, desde suas aventuras na Segunda Guerra Mundial, já vinha acompanhado de um fiel soldado. Bucky Barnes ajudou o herói em diversas circunstâncias, antes de ser dado como morto e retornar anos depois como o Soldado Invernal.

Tanto ele quanto o Falcão já assumiram o lugar que era de Steve Rogers nos quadrinhos, formando, de certa forma, a "família do Capitão América". Infelizmente, os três agora trabalham com codinomes diferentes, mas seria interessante ver uma equipe composta apenas por Sentinelas da Liberdade.

Imagem de capa do item

Superfamília

O Superman é, sem a menor sombra de dúvidas, o herói mais importante das histórias em quadrinhos. Em sua jornada, ele se tornou o centro da DC Comics e é um símbolo de esperança para a Terra e os seres humanos... mas ele não é o único.

Na DC, vários outros heróis foram agregados à família de Kal-El, como a Supergirl e o Superboy. Além disso, durante a Morte do Superman, Kal foi substituído por quatro novos super-seres: além do já mencionado Superboy, tínhamos o Aço, o Ciborgue Superman e o Erradicador.

Imagem de capa do item

Família-Aranha

Tudo bem que Peter Parker, durante muito tempo, se consagrou como o Homem-Aranha. No entanto, de uns tempos para cá, a Marvel fez questão de apresentar todo um Aranhaverso, composto por várias versões alternativas desse herói tão icônico.

Mas mesmo antes disso, Peter não vivia sozinho. Em sua "Família-Aranha", tivemos membros interessantes, como a Mulher-Aranha (que não tem nada ligado ao herói, por incrível que pareça), a Garota-Aranha, o Aranha Escarlate e até mesmo o Venom.

Imagem de capa do item

Família do Flash

O Flash é um dos maiores velocistas dos quadrinhos - e também um dos heróis mais importantes da DC Comics. Desde antes de Barry Allen, Jay Garrick já assumia os trajes vermelhos para lutar contra o mal. Porém, foi só depois da Crise nas Infinitas Terras que tivemos uma noção dessa família.

Com membros como Kid Flash e Impulso, os usuários da Força de Aceleração estão em peso na editora, sempre dispostos a causar algum problema na linha do tempo ou trazer ação de alta-velocidade. Personagens como Wally West inclusive se tornaram mais populares que os "originais".

Imagem de capa do item

Batfamília

Sem dúvida alguma, o primeiro lugar tinha que ser destinado ao Batman e seus vários heróis derivados. Tudo começou quando Bruce Wayne decidiu adotar Dick Grayson e transformá-lo em seu Robin. De lá para cá, muita coisa mudou, Dick virou Asa Noturna e essa família cresceu.

Hoje em dia, temos várias versões do Menino-Prodígio (que assumiram novas identidades, como Robin Vermelho e Capuz Vermelho). E as moças também tomaram conta, com a presença da Batwoman e da Batgirl, e até mesmo da Mulher-Gato, que se tornou uma agregada.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux