Capa da Publicação

As 10 melhores conexões entre os filmes e séries do Universo Cinematográfico da Marvel!

Por Gus Fiaux

Embora se espalhe tanto nos cinemas quanto na TV, o Universo Cinematográfico da Marvel tem sido amplamente criticado devido ao fato de que uma mídia costumeiramente ignora a outra. Delira quem acha que, um dia, ainda veremos os Defensores lutando lado a lado com os Vingadores. 

Ainda assim, há pequenas conexões e pistas por todos os lados, que agradam bastante o coração dos fãs. São ligações que provam que os filmes e séries estão conectados, ainda que de uma forma bem precária. Mas estamos olhando apenas pelo lado bom, e aqui estão as 10 melhores conexões entre filmes e séries do UCM!

Créditos: Divulgação

Imagem de capa do item

O diretor dá as caras

Nick Fury é uma peça essencial da construção do Universo Cinematográfico da Marvel, sendo um dos responsáveis por unir todas as peças que formariam a equipe original dos Vingadores. Ele também é a face mais conhecida da organização mais importante desse universo: a S.H.I.E.L.D..

E como era de se esperar, o diretor aparece duas vezes ao longo de Agentes da S.H.I.E.L.D.. Da primeira, trata-se apenas de uma cameo no segundo episódio da série, para reencontrar Phil Coulson. Posteriormente, ele retorna no final e ajuda no confronto contra John Garrett, além de passar o posto de diretor da organização para seu pupilo e amigo.

Imagem de capa do item

De Asgard para a Terra

Falando em participações especiais em Agentes da S.H.I.E.L.D., nós não podemos nos esquecer da adorável presença da Lady Sif, que talvez tenha sido melhor desenvolvida em seus dois episódios na série do que em toda a franquia do Thor nos cinemas, onde sequer tem espaço.

As duas aparições da personagem são bem marcantes e ajudam a desenvolver elementos diferentes da mitologia do UCM. Em uma delas, ela está tentando capturar a feiticeira Lorelei - que é a irmã de Encantor, nas HQs. Já na outra, ela confronta um alienígena da raça Kree, enquanto é vítima de amnésia.

Imagem de capa do item

Corte uma cabeça...

Agente Carter pode ser a série mais esquecida dentre o Universo Cinematográfico da Marvel na TV, mas isso não muda o fato de que, na época de seu lançamento, ela teve um grande número de fãs, que até hoje estão de luto pelo cancelamento precoce e pela falta de uma finalização para a série.

No final da primeira temporada, temos um elemento crucial para o desenvolvimento da S.H.I.E.L.D., conforme Arnim Zola encontra o vilão conhecido como Zodíaco, dando a entender que a infiltração da HIDRA na organização secreta é bem mais profunda do que imaginávamos.

Imagem de capa do item

Portais mágicos

A cada nova temporada de Agentes da S.H.I.E.L.D., a série tenta introduzir uma nova temática que, de certa forma, seja paralela aos filmes que são exibidos no cinema. Esse foi o caso da quarta temporada, que começou inserindo o Motoqueiro Fantasma para replicar o lado místico introduzido em Doutor Estranho.

Ao final desse ano, no entanto, tivemos uma conexão que fez muitos fãs do Mestre das Artes Místicas vibrarem, conforme Robbie Reyes vai embora, utilizando sua corrente para criar um portal idêntico ao que Stephen Strange e outros magos conseguem fazer utilizando o anel do teletransporte.

Imagem de capa do item

Uma corporação sombria

Algumas tramas e elementos parecem não ter a menor importância para os filmes, mas logo vão se mostrando muito relevantes para as séries de TV. O caso da Roxxon Corp talvez seja o melhor exemplo disso. A corporação petrolífera foi introduzida em Homem de Ferro 2, e é costumeiramente mencionada ou referenciada nos filmes.

Contudo, foi na TV que ela passou a ganhar destaque - primeiro através da segunda temporada de Agente Carter, e atualmente graças a Manto e Adaga, que usa a empresa como antagonista principal, uma vez que ela é a responsável pelo surgimento dos poderes da dupla de protagonistas, mas também pela morte de pessoas importantes ligadas a eles.

Imagem de capa do item

Invasão alienígena

Se nós conhecemos os Kree no cinema através de Guardiões da Galáxia, que nos apresentou a ameaça de Ronan, o Acusador, na televisão, eles já estavam firmes e fortes em Agentes da S.H.I.E.L.D., já que desde a primeira temporada da série, a raça teve um papel fundamental.

Os Kree estão pelos cantos em grandes eventos da série, como a ressurreição de Phil Coulson e o surgimento dos Inumanos, além de toda a trama da quinta temporada da série. Nos cinemas, a raça já foi desenvolvida no primeiro filme dos heróis espaciais e deve retornar em peso em Capitã Marvel, talvez trazendo mais ligações com a série da S.H.I.E.L.D..

Imagem de capa do item

Consequências da Guerra Civil

Uma das grandes reclamações dos fãs a respeito de Capitão América: Guerra Civil é que o filme "não deixou consequências" tão importantes, como as que foram deixadas - por exemplo - na saga de mesmo nome nas HQs. Mas isso é razoavelmente infundado, considerando que Agentes da S.H.I.E.L.D. abordou bastante esse tema.

A série trabalhou isso ao longo de sua quarta temporada, e ainda teve uma websérie spin-off dedicada inteiramente ao tema, chamada Slingshot, que se focava nas aventuras "solo" de Yo-Yo. Só não viu isso quem não quis.

Imagem de capa do item

Caos em Nova York

Nós nunca paramos para pensar quais efeitos reais as insanas batalhas de super-heróis deixariam ao mundo. Sempre consideramos que os super-seres aparecem, derrotam os vilões e vão embora. Mas nunca pensamos em como isso afeta as pessoas que vivem no local próximo da ação. E Demolidor basicamente responde essa pergunta nunca antes questionada.

A série explica que, após a invasão dos Chitauri em Os Vingadores, a cidade de Nova York se tornou um caos devido a toda a destruição provocada pelos heróis e pelos alienígenas. Foi justamente assim que Wilson Fisk, o Rei do Crime, subiu ao poder, transformando-se em um magnata mafioso.

Imagem de capa do item

Salve a HIDRA

Capitão América: O Soldado Invernal é possivelmente a reviravolta mais dramática já sofrida no Universo Cinematográfico da Marvel até o lançamento de Vingadores: Guerra Infinita. E para se ter uma ideia de seu impacto, basta dizer que a história de Agentes da S.H.I.E.L.D. foi alterada para sempre após o filme.

A trama da primeira temporada sofreu uma brusca mudança após descobrirmos que a HIDRA estava profundamente enraizada na S.H.I.E.L.D. - e a maior prova disso era a presença de Grant Ward, um agente duplo que traiu a equipe e se provou leal ao legado deixado pelo Caveira Vermelha e pela organização terrorista.

Imagem de capa do item

Coulson vive!

Mas é claro que, analisando de forma geral, a maior conexão entre os filmes e séries do Universo Cinematográfico da Marvel ainda é a presença de Phil Coulson em Agentes da S.H.I.E.L.D.. De uma forma bem geral, a série é quase que uma continuação direta de Os Vingadores, sob a perspectiva do personagem.

O simples fato de ver um herói cruzando a barreira entre os cinemas e a TV já é sensacional - ainda mais se considerarmos que o veremos novamente no ano que vem, em Capitã Marvel, provavelmente abordando seus primeiros anos na S.H.I.E.L.D.. De qualquer forma, seguimos na expectativa de que ele possa reencontrar os Heróis Mais Poderosos da Terra algum dia...

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux